You are here
Home > Negócios > 5 startups brasileiras que reinventam mercados tradicionais

5 startups brasileiras que reinventam mercados tradicionais

No Brasil, muitos mercados estão em plena transformação tecnológica. Hoje, é bem provável que você utilize aplicativos para chamar um táxi ou pedir uma pizza, por exemplo. Mas existem outros setores que estão iniciando este processo de transição há pouco tempo, e que ainda vão se reconfigurar bastante nos próximos anos.

Neste cenário, algumas startups brasileiras têm surgido com o intuito de revolucionar mercados tradicionais, como o Transporte Rodoviário e a Saúde. Algumas delas são vanguardistas, oferecendo produtos e serviços comuns em países mais desenvolvidos tecnologicamente, e ainda pouco explorados no Brasil. Abaixo, separamos 5 startups que estão neste contexto e podem ajudar a mudar a cultura de consumo no País.

Transporte rodoviário – Buser

Como o Brasil não possui uma malha ferroviária ou de aeroportos muito extensa, o setor rodoviário é o mais utilizado para transporte no país. Por isso, ainda é muito comum as pessoas irem até a rodoviária pesquisar por preços e horários de passagens. Em períodos de alta temporada, formam-se filas nas áreas de embarque e desembarque.

Pensando nos altos preços e na comodidade, Marcelo Abritta e Marcelo Vasconcellos criaram em 2017 a Buser, plataforma que conecta viajantes com destino em comum para fretar um ônibus e dividir os custos do deslocamento. Como o valor é dividido entre os usuários, o serviço chega a custar 60% mais barato que as passagens convencionais, e ainda possui horário de viagem personalizado pelo próprio passageiro.

Saúde – Teldoctor

A área da Saúde no Brasil deve evoluir bastante nos próximos anos. O setor vive o impasse dos Planos de Saúde, que perderam mais de 3 milhões de clientes e devem se reorganizar para atender a demanda por preços mais baixos e serviços mais eficientes. Uma das soluções para este problema, já utilizada em diversos países, é o uso da Telemedicina, ou medicina à distância.

O serviço é útil para realizar uma triagem médica ou o chamado “primeiro atendimento”, que pode ser uma simples renovação de prescrição médica ou um pedido de encaminhamento ao especialista. É o que faz a Teldoctor. Criada em 2018, a startup atua por meio de uma plataforma online, autenticada pelo CFM (Conselho Federal de Medicina), com o objetivo de encaminhar o paciente para uma consulta presencial, já com prescrições e exames a serem feitos, economizando tempo, custos e agilizando o processo de atendimento médico.

Compras – Facily

É bem comum ouvirmos em roda de amigos que as pessoas não gostam de ir ao supermercado. As desculpas são as mais variadas possíveis e vão desde a dificuldade para estacionar, até as longas filas na hora de passar as compras no caixa. Quando se fala de preços, então, muitos perdem horas comparando as melhores ofertas.

Para os mais moderninhos, este tipo de problema já deixou de existir. Isto porque startups como a Facily já oferecem, por meio de seus aplicativos de compras, uma busca pelos produtos com os melhores preços e entrega rápida. Com operação no segmento de e-commerce, comida e beleza (delivery de manicure, pedicure, design de sobrancelha, cabelos, maquiagem, massagem e depilação) nas principais capitais brasileiras, o app deverá expandir suas ofertas e operações por todo o País. Essa expansão promete revolucionar a forma de comprar produtos e serviços

Imobiliária – Casafy

O varejo online brasileiro veio transformar muitos segmentos de mercado, incluindo a compra, venda e aluguel de imóveis. Se antes, a procura pelas ofertas era feita longe da internet, indo até as imobiliárias ou por pesquisa de porta em porta pelos bairros, agora este cenário já está bem diferente. Seguindo o boom dos portais de aluguéis e vendas de imóveis surgiu o Casafy, em 2014, inicialmente como Properati Brasil.

Hoje, com operações em todo o País, o portal conta com mais de 2 milhões de imóveis cadastrados e 5000 imobiliárias clientes. Dentre as facilidades da escolha de apartamentos e casa de forma totalmente digital, com a maior transparência possível, o site disponibiliza a ferramenta AVALUA, que permite que um corretor ou mesmo o proprietário descubra, de forma totalmente gratuita, o valor real de um imóvel, facilitando, assim, sua pesquisa.

Seguros – Bidu/Thinkseg

Quem já precisou contratar seguros sabe que esta tarefa requer suporte e ajuda especializada. Isso vai desde a cotação, esclarecimento de dúvidas até a assinatura da apólice. Geralmente, o corretor de seguros era o único intermediário neste processo entre seguradoras e consumidores. Agora, já é possível realizar cotações e até contratar um seguro totalmente online, com apenas poucos cliques.

Um exemplo dessa comodidade é a Bidu, plataforma online de recomendação, comparação e contratação de seguros e produtos financeiros. A empresa faz parte do Grupo Thinkseg, que permite ao consumidor fazer a cotação online em diversas seguradoras do país simultaneamente. Além da cotação, por meio do site é possível tirar dúvidas, contratar seguros para automóveis, residencias, empresas, planos de saúde e até cotações de crédito.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top