You are here
Home > Trabalho/Emprego > Paraná termina primeiro semestre do ano com saldo positivo na geração de vagas formais

Paraná termina primeiro semestre do ano com saldo positivo na geração de vagas formais

De acordo com dados recém-divulgados pelo Ministério da Economia, o Paraná segue apresentando saldo positivo na geração de vagas formais de emprego. Já são 40.022 novas vagas contra 32.030 geradas no mesmo período de 2018. Esse resultado mantém o Paraná na 4ª posição no ranking nacional de geração de empregos formais em 2019, atrás apenas de São Paulo, com um saldo 152 mil, Minas Gerais, com 88 mil, e Santa Catarina, com 49 mil vagas.

“Os números positivos representam sinais de recuperação na economia do Estado, puxados principalmente pelo setor de serviços, construção civil e indústria de transformação”, explica Jefferson Marcondes Ferreira, membro do Comitê Macroeconômico do ISAE Escola de Negócios, que é formado por profissionais das áreas financeira e econômica e que tem como objetivo agregar valor à sociedade por meio de pesquisas, análises e interpretações de dados macroeconômicos.

Segundo o especialista, a construção civil terminou o semestre com um saldo de 7.230 vagas contra 2.456 no mesmo período em 2018, o que representa um crescimento 4.864 vagas. “Quanto ao setor da Indústria, apesar de terminar o semestre com um saldo menor que em 2018, apresentou um crescimento de 5.996 vagas”, completa o especialista.

Ao analisar os setores de atividades econômicas no Estado, o saldo positivo na geração de vagas formais se deve principalmente ao setor de serviços, que terminou o período com um saldo de 25.061 vagas contra 22.570 no mesmo período de 2018. “Vale ressaltar que apenas a área de comércio e administração de imóveis e valores mobiliários apresentou um saldo de 10.298 vagas. As áreas de hotelaria, alimentação e manutenção, por sua vez, finalizaram o período com um saldo de 3.996 vagas. Além dessas, a área de ensino, ao final do semestre apresentou um saldo de 5.284 vagas”, aponta Jefferson.

Contudo, o comércio varejista acumula um saldo negativo de 2.658 vagas que, para o especialista, é reflexo de sazonalidades. “Já o setor atacadista terminou o período com um saldo acumulado de 2.831, explicado pela expansão das redes de atacados”, completa o especialista.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top