You are here
Home > Economia > Setor calçadista ganha Frente Parlamentar no Congresso Nacional

Setor calçadista ganha Frente Parlamentar no Congresso Nacional

A partir desta segunda-feira (11), as fábricas de um dos setores mais tradicionais e importantes para a economia brasileira contará com o apoio da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Setor Coureiro-Calçadista. Presidida pelo deputado federal Lucas Redecker (PSDB/RS), a frente terá a missão de defender os interesses e pleitos de um segmento econômico que emprega mais de 330 mil pessoas diretamente e gera mais de US$ 3,8 bilhões em exportações.

O evento de lançamento ocorreu na sede da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI NH/CB/EV), em Novo Hamburgo/RS.

Na oportunidade, Redecker destacou a força da nova frente, que tem assinatura de 195 deputados federais e 8 senadores, que já estão trabalhando em conjunto pelo desenvolvimento do setor coureiro-calçadista nacional. O deputado deixou, ainda, uma lição de casa para os empresários, que é de levar os pleitos para análise dos parlamentares. “De nossa parte, estaremos disponíveis para debater e dar encaminhamento aos pleitos no Congresso Nacional”, destacou.

Importância

O presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Haroldo Ferreira, destacou a importância de uma representação do nível da Frente Parlamentar proposta. Segundo o dirigente, apesar dos avanços conquistados nos últimos dois anos, com o avanço de reformas importantes, como a Trabalhista e a da Previdência, ainda há muito o que ser feito para garantir condições ideais de competitividade para o setor coureiro-calçadista.

“Mesmo que ainda tenhamos números robustos, perdemos competitividade tanto no mercado interno, diante das importações, como no exterior, em virtude dos nossos elevados custos de produção, que nos deixam atrás dos nossos principais concorrentes”, disse.

O também deputado federal e integrante da Frente, Giovani Feltes (MDB/RS), destacou que a Frente não pode ser “só mais uma” das quase duas centenas de representações, muitas sem eco no Congresso. “Hoje temos mais de 150 frentes, isso dá 3,5 frentes por deputado. Não é possível! Muitas não representam os setores as quais se propõem defender, sendo apenas peça proselitismo político. Essa Frente que nasce hoje, tenho certeza, não será assim, e é por isso que precisamos do apoio de todos vocês”, provocou Feltes.

Ao final do encontro, que contou com a participação de lideranças políticas e setoriais, as entidades representativas da cadeia coureiro-calçadista Abicalçados (calçados), Assintecal (componentes), ACI NH/CB/EV (industrial), Abrameq (máquinas) e CICB (couros) entregaram um documento com cinco pleitos destacados, entre eles o restabelecimento da alíquota do Reintegra em 3%, com possibilidade de elevação a 5%, a manutenção da desoneração da folha de pagamentos no modelo atual, excluindo as receitas provenientes de exportações, entre outros temas. 

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe um comentário

Top