You are here
Home > Negócios > Dicas para entrar e ter sucesso no mercado de franquias

Dicas para entrar e ter sucesso no mercado de franquias

Os primeiros passos para abrir o próprio negócio são trabalhosos. Ter uma boa ideia não é suficiente para alcançar o sucesso. O caminho do empreendedor demanda muita pesquisa, testes para achar o formato perfeito, além de tempo e budget para colocar o planejamento em prática.

Começar um negócio do zero não é uma tarefa fácil. De acordo com um estudo realizado pelo Sebrae, os principais motivos que levam uma empresa a encerrar as atividades no primeiro ano de vida estão associados a falta de planejamento prévio. Dos negócios que fecharam, cerca de 39% não sabiam qual o capital de giro necessário para abrir o negócio, 33% não tinham informações sobre fornecedores, 55% não elaboraram plano de negócios.

Optar por abrir uma franquia é uma maneira de reduzir os riscos. Pesquisa apresentada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), registrou que o setor de franquias cresceu 6,1%, no 3º trimestre de 2019. Mantendo uma trajetória positiva no país.

O CEO e Fundador da Bio Mundo , Edmar Mothé, traz algumas dicas de como entrar no mercado de franchising. A rede é a que mais cresce no segmento no país e já alcançou mais de 80 lojas no Brasil em quatro anos.

PESQUISE O MERCADO

O mercado de franquias é muito extenso e com muitas opções de setores e modelos de negócios para investir. Entender quais são os segmentos em expansão, os formatos oferecidos que se adequam ao seu investimento inicial e como as franqueadoras dão suporte e estrutura aos franqueados, são questões que devem ser levantadas ainda na fase de pesquisa.

O CEO da Bio Mundo destaca que a pesquisa foi essencial para a criação e sucesso da marca. “O primeiro passo foi identificar que existia um espaço no mercado de produtos saudáveis na região, algo que já procurávamos no nosso dia a dia e não encontrávamos. Após isso, pesquisamos a melhor forma de estruturar a loja e nos basearmos em modelos que buscamos nos EUA e Europa, e estruturamos o melhor modelo para a venda a granel, que era o nosso objetivo”, explica.

Ainda destaca a importância de ficar atento ao movimento do setor. “Estamos sempre pesquisando como está o mercado. Por exemplo, uma análise da agência Euromonitor prevê um crescimento médio de 4,41% ao ano no segmento de produtos saudáveis, até 2021. Este é o melhor momento para investir em uma franquia nesse ramo”, comenta Mothé.

CONHEÇA O PRODUTO

Vestir a camisa não é apenas um discurso. Abrir uma franquia é entender a fundo como funciona os produtos e a estrutura da marca. Então aproveite o período de pesquisa para conhecer a empresa e escolher um setor que tenha afinidade. “Muitos dos nossos franqueados já eram consumidores da marca antes de decidirem investir na franquia, fomos a porta de entrada deles para o mundo do empreendimento. Alguns possuem mais de uma unidade atualmente”, destaca Edmar.

ANALISE A EMPRESA

Descobrir se investir em uma empresa é uma boa ideia demanda uma análise completa da marca. “O caminho mais seguro é encontrar uma franquia que já esteja consolidada no mercado, tenha um padrão alto na qualidade de produtos, já dê lucro, tenha boas perspectivas para os próximos anos e ofereça um bom suporte para o franqueado”, aconselha o empresário.

CONVERSE COM FRANQUEADOS

Compartilhar conhecimento é importante para o sucesso do negócio. Por esse motivo, encontrar franqueados das marcas para trocar experiências pode se tornar decisivo na hora de efetivar o investimento. “Essa é uma boa oportunidade de tirar dúvidas e sumir com as inseguranças. Eles já passaram pelos mesmos questionamentos e podem ajudar o futuro franqueado”, comenta.

PLANEJE OS GASTOS DO NEGÓCIO

Uma das grandes vantagens de abrir uma franquia estruturada é receber informações dos custos com fornecedores e estoque, capital de giro, instalações da loja e gasto com funcionários, que ajudam o empresário economizar tempo na abertura do empreendimento e a diminuir os riscos de cometer gastos desnecessários.

“No segmento de alimentação, por exemplo, ter definido o custo com os itens em estoque é de extrema importância. Primeiro para não comprar em excesso e acontecer desperdício, já que temos que ficar sempre atentos com a validade e qualidade dos produtos. E segundo é para não comprar menos que o necessário, para não parar a atividade na loja”, explica o CEO da Bio Mundo.

SELECIONE SUA EQUIPE

Construir a equipe é um ponto fundamental para o sucesso do empreendimento. Ter o suporte da franqueadora, não somente na hora de estruturar o plano de negócio, mas no momento de capacitar os funcionários é uma vantagem para o franqueado. “Entendemos que esse é um setor em que a rotatividade pode ser muito grande, por esse motivo é importante encontrar formas de motivar, por meio de campanhas de incentivo, e criar um bom ambiente”, comenta Mothé.

Outra forma de motivar o funcionário é a capacitação constante do mesmo. “Na Bio Mundo fazemos treinamentos recorrentes de capacitação técnica e comercial, para que todos estejam preparados para atender o cliente com segurança”, completa Mothé.

“Esse é o momento do empreendedor investir em um segmento que realmente acredita e queira colocar seus esforços. Os benefícios são para ambos. Com o crescimento da marca, o franqueado também cresce”, completa Edmar Mothé.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top