You are here
Home > Trabalho/Emprego > Atividade freelance cresce 32% no Brasil em meio à pandemia

Atividade freelance cresce 32% no Brasil em meio à pandemia

Um levantamento realizado pela Workana, maior plataforma que conecta freelancers a empresas da América Latina, aponta que, desde o início do isolamento, cresceu em 42% o número de profissionais cadastrados na plataforma na América Latina. Apenas no Brasil, observou-se um crescimento de 32%. Em termos comparativos, o crescimento mensal até fevereiro girava em torno de menos de 10%, com média mensal de 70 mil registros. Apenas em abril, mais de 100 mil novos freelancers se registraram.

Dentre as áreas, se destacam TI & Programação, com crescimento de 100,49% no número de profissionais entre fevereiro e abril. Logo em seguida vem Finanças & Administração, com aumento de 83,83% nos registros. Em terceiro lugar aparece a área Legal, com crescimento de 59,29%. 
 
De acordo com Daniel Schwebel, gerente nacional da Workana, muitas pessoas estão percebendo os benefícios do trabalho remoto e o cenário é positivo para a modalidade freelance. “Em meio às incertezas do mercado e as demissões que vêm acontecendo, o trabalho freelance pode ser uma boa oportunidade para que os profissionais encontrem bons trabalhos e possam manter sua renda, ou até mesmo complementá-la”, aponta.
 
O especialista destaca ainda que, em plataformas como a Workana em que o profissional é quem define o valor a ser cobrado pelo seu trabalho, o trabalhador é mais valorizado por ter o poder de cobrar o quanto vale por sua qualificação e experiência.

 
O estudo aponta, ainda, as áreas com mais demandas para profissionais no Brasil, e Legal dispara em primeiro lugar com crescimento de 92% entre fevereiro e abril, seguida por Engenharia & Manufatura, com incremento de 68,42% no número de projetos na plataforma. Schwebel analisa que as empresas, por estarem passando também por grandes mudanças, podem precisar desenvolver projetos pontuais para atender às novas demandas do mercado, e vêm encontrando na contratação freelancer uma boa maneira de cumprir as atividades com a colaboração de profissionais bem qualificados.
 
“O freelancer se mantém em constante aprendizado, o que pode ser muito valioso para as empresas neste momento: profissionais facilmente adaptáveis, acostumados a trabalhar sob demanda e criativos podem resolver problemas trazendo soluções práticas e inovadoras”, conta Schwebel.

Veja abaixo as áreas com maior busca por profissionais (crescimento no Brasil)

• Legal – 95,65%

• Engenharia & Manufatura – 68,42%

• Design & Multimídia – 13,41%

• Marketing & Vendas – 12,80%

• TI & Programação – 8,67%

• Finanças & Administração – 1,92%

Por fim, Schwebel analisa que é importante que novas oportunidades devem surgir para os profissionais. “Notamos um crescimento considerável em todas as categorias da Workana, o que se deve muito também à adaptação da nova realidade em que vivemos. Isso pode contribuir de maneira muito positiva para o mercado freelance, pois mostra que as empresas não precisam se limitar a barreiras físicas para ter os melhores profissionais desenvolvendo projetos, e os profissionais têm muito mais oportunidades de trabalho em qualquer lugar do mundo”, finaliza.
Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br
Top