You are here
Home > Negócios > Centro é o bairro de Curitiba com maior oferta de Airbnb

Centro é o bairro de Curitiba com maior oferta de Airbnb

O Centro é o bairro de Curitiba com a maior oferta anunciada de imóveis de Airbnb, modelo de locação de temporada. É o que mostra a pesquisa da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi-PR), em parceria com a startup curitibana Isket. Segundo o levantamento, em maio desse ano, o Centro tinha 171 ofertas de imóveis para aluguel de curto prazo.

A partir de agora, além dos lançamentos e imóveis novos à venda em Curitiba, a associação passa a monitorar também o mercado de Airbnb na capital paranaense. A pesquisa da Ademi-PR/Isket revela ainda que o Rebouças (81 imóveis), Água Verde (49 imóveis), Bigorrilho (46 imóveis) e Vila Izabel (35 imóveis) formaram o TOP 5 de bairros com mais oferta de imóveis de Airbnb em Curitiba, em maio.

Upgrade

“Esses bairros são bastante verticalizados e concentraram o maior volume de lançamentos imobiliários nos últimos anos. Ao mesmo tempo, são bastante procurados para upgrade. Logo, respondem pela maior oferta de imóveis para Airbnb, composta tanto por quem comprou o imóvel para investimento, quanto por proprietários que estão trocando de imóvel e gerando renda com o atual para amortizar as parcelas do financiamento ou enquanto aguardam a revenda”, explica o presidente da Ademi-PR, Leonardo Pissetti.

A infraestrutura consolidada de comércio e serviços e a facilidade de acesso a meios de transporte alternativos para deslocamento na cidade (como Uber e ciclovias) também são fatores que determinam a atratividade desses bairros para o Airbnb, de acordo com o CEO da Isket, Joseph Galiano. “Em contrapartida, a dificuldade de mobilidade e acesso a serviços que faz com que o extremo Sul seja a única região de Curitiba sem anúncios vigentes no Airbnb”, explica.

Acesso às conveniências

Galiano ressalta ainda que a facilidade de acesso às conveniências – como delivery de comidas e bebidas por meio de aplicativos – também torna os imóveis desses bairros mais procurados para a locação de curto prazo. Basta verificar que é justamente o Centro que detém o maior número de restaurantes cadastrados no iFood na cidade, 139 estabelecimentos no total, segundo dados da pesquisa da Ademi-PR/Isket de maio.

Os bairros Rebouças e Água Verde também estão entre os 10 bairros da capital paranaense com maior quantidade de restaurantes cadastrados no iFood num total de 55 e 54 estabelecimentos, respectivamente. “Em tempos de pandemia, imóveis em bairros com fácil acesso à delivery tornam-se ainda mais valorizados junto a inquilinos e compradores”, lembra Pissetti.

A pesquisa da Ademi-PR/Isket revela que o preço de locação dos imóveis anunciados via Airbnb em Curitiba pode chegar até R$ 7.500,00 por mês. Entretanto, o valor normalmente praticado para aluguel por temporada na cidade fica entre R$ 2.500,00 e R$ 5.000,00 por mês. “Salvo casos pontuais, os anúncios de Airbnb apresentam uma certa homogeneidade de preços nos bairros onde há oferta”, comenta Galiano.

 

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top