You are here
Home > Finanças > Trabalhadores casados são a maioria entre os endividados

Trabalhadores casados são a maioria entre os endividados

Um levantamento inédito do Grupo H (https://www.somosh.com.br/), fintech brasileira especialista em crédito consciente para funcionários de empresas privadas do Brasil, identificou que 66% dos trabalhadores endividados do Brasil são casados. O levantamento analisou mais 2.394 colaboradores privados.

Na sequência deste ranking de endividamento estão os solteiros com 31,5%. Os profissionais divorciados, viúvos e com união estável aparecem no estudo, mas com representatividade baixa. Para o CEO do Grupo H, Fernando Ferraza liderança dos casados pode ser entendida, pois tradicionalmente é nessa fase da vida que se realiza grandes investimentos.

“Quando se chega nessa fase da vida, os brasileiros tendem a investir no primeiro imóvel, em automóvel ou outros bens com valores mais altos. Quando não se possui um planejamento sólido, isso pode se tornar um problema futuro”, alerta Fernando Ferraz.

Perigos dos empréstimos online

A busca pela utilização do crédito consciente é um dos principais objetivos do Grupo H, tendo como um de seus pilares a orientação especializada aos trabalhadores para que busquem uma vida financeira equilibrada. Nos últimos 15 anos, a empresa ajudou mais de 250 mil pessoas a encerrarem pendencias financeiras, limpando seu nome e ampliando as opções de crédito, desta forma, aumentando a saúde de suas finanças.

Muitos consumidores não levam em conta, na hora de recorrer a um empréstimo, os cuidados necessários, principalmente quando o assunto é crédito online. Com a ampliação da tecnologia na rotina dos trabalhadores, aumentou também o número de potenciais golpes, como cobrança de depósito de adiantamento, contratos enganosos e até programação de pagamento falsa.

Diante disso, é muito importante que antes de fechar qualquer contrato, o cliente pesquise e peça indicações de empresas confiáveis, seja para amigos ou parentes, assim como o próprio RH da empresa em qual trabalha. “A oferta de taxas e condições especiais é um atrativo, entretanto, pode causar um efeito dominó, ampliando a dívida”, o CEO do Grupo H.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe um comentário

Top