You are here
Home > Finanças > Transferência internacional de dinheiro exige cuidados

Transferência internacional de dinheiro exige cuidados

Transferir dinheiro para o exterior é uma tarefa relativamente simples, especialmente, se contarmos com a ajuda da tecnologia. É possível fazer o procedimento em minutos e o dinheiro cairá na conta de destino em um ou dois dias.

No entanto, o fato de ser simples não dispensa a pessoa de ter cuidado e atenção. Há muitas alternativas disponíveis atualmente, cada uma com as suas características e taxas específicas.

Além das tradicionais agências bancárias e dos Correios, existem ainda as plataformas digitais, que oferecem os mesmos serviços a preços mais atrativos e prometem mais agilidade na movimentação.

Sendo assim, é importante avaliar bem todas as opções para que o dinheiro faça o caminho da maneira mais barata e segura. Confira alguns detalhes que merecem atenção antes de sair correndo para a agência bancária:

Custo total da transferência

Assim como todo serviço que é utilizado, as transações internacionais envolvem custos. Comparar os valores cobrados pelas diferentes empresas que realizam esse tipo de operação é fundamental para evitar gastos desnecessários.

O primeiro ponto é checar qual a cotação que a empresa considera. Há duas maneiras de fazer a conversão: o câmbio comercial e o câmbio turismo. O turismo, normalmente, é mais caro porque, além do valor real da moeda, ele é acrescido do lucro.

Há ainda as taxas cobradas para fazer a comunicação entre o banco situado no Brasil e aquele do país de destino da remessa de dinheiro. Esse processo também envolve custos, que podem ou não ser cobrados dependendo do método escolhido para fazer a transação.

Tempo

Esse é um quesito extremamente importante e vai depender do objetivo de cada um na hora de enviar a quantia para o exterior. Cada empresa tem um prazo e isso precisa ser considerado.

Se há urgência em enviar o dinheiro, as plataformas digitais são as opções mais adequadas, já que em alguns casos, a transferência em até um dia útil.

Uma dica importante é considerar o fuso horário porque isso influencia na entrega.

Segurança

Quando se fala em dinheiro, todo cuidado é pouco. Para evitar o risco de prejuízo, pesquisar sobre a operadora que vai realizar a transação é fundamental.

Para ser uma opção segura, ela precisa estar credenciada pelo Banco Central, ou seja, ter autorização para realizar esse tipo de serviço.

Caso não consiga encontrar essa informação, há grandes chances de ser uma empresa irregular. E, ao arriscar fazer negócio, a pessoa poderá ser vítima de fraude.

Alguns cuidados básicos são necessários como: evitar negociar com pessoas físicas ou jurídicas desconhecidas, acreditar em promoções imperdíveis e transportar grandes quantias de dinheiro em espécie, por exemplo.

Métodos de pagamento

O método pelo qual o dinheiro será enviado ao exterior vai depender do tipo de empresa que o usuário escolheu para realizar a operação.

Normalmente, quando se opta pela transação via agência bancária, o pagamento pode ser feito por débito direto na conta corrente ou em dinheiro em espécie diretamente na agência escolhida.

Já nas casas de câmbio e nas plataformas digitais, as formas de pagamento são mais variadas, podendo ser feitas via TED, boleto bancário e até cartão de crédito internacional.

Vantagens das plataformas digitais

As plataformas digitais como a Remessa Online, Transferwise e Xoom surgiram para revolucionar o procedimento de transferência de dinheiro entre bancos estrangeiros. Essas empresas online realizam o mesmo serviço oferecido pelos bancos e casas de câmbio habituais com muito mais segurança e a preços bem mais atrativos.

Interessante pesquisar bastante antes de escolher aquela que melhor se encaixa ao orçamento e necessidade do usuário, porque até mesmo entre elas há diferenças de valores e metodologias.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top