You are here
Home > Negócios > Empreendedora paranaense reinventa brechó e ainda ajuda projeto solidário

Empreendedora paranaense reinventa brechó e ainda ajuda projeto solidário

Empreender através das mídias digitais tem sido a realidade de muitos empresários impactados com a crise desencadeada pela Covid-19. Com uma loja física instalada há oito anos, no Centro de Curitiba, a empresária Lia Perini, da Balaio de Gato Colaborativo e Brechó, teve que se reinventar e tirou do papel um projeto que havia ficado em segundo plano: a criação de um site e a alimentação diária de redes sociais, como o Facebook  e Instagram. Além disso, a empresária apostou na criação de um novo produto, o PijAMEs, com cunho social. A cada venda realizada, cinco marmitas são doadas para o projeto Tempo de Solidariedade, idealizado pelo Tempo Café.

O lançamento de novos produtos não parou por aí. Com a loja física fechada desde o dia 15 de março, Lia conta que também começou a comercializar máscaras, produzidas com retalhos das camisas que confecciona.“Acredito que a pandemia pode ser considerada uma aceleradora do futuro. Da noite para o dia tivemos que buscar novas alternativas para chegar até o cliente. Todos os dias tenho que impulsionar as redes sociais e me mostrar ainda mais presente”, considera.

Delivery

Os produtos comercializados são entregues por delivery, iniciativa que, segundo ela, ajuda a manter o distanciamento social. “Não posso fomentar que as pessoas saíam de casa neste momento tão crítico. Vender pelas redes sociais é muito diferente, pois não existe o contato físico, além de que o cliente não pode provar o produto”, pontua, ao citar que o Sebrae/PR teve papel fundamental em todo o processo, com a disponibilização de consultorias gratuitas.

Através do site colaborativo, de moda sustentável – que a empresária pretende transformar em um marketplace – os clientes também têm acesso, através de um blog, aos serviços realizados por mulheres que ajudam a transformar o mundo.

Aposta

“Tudo ainda é muito recente, mas estou apostando neste canal de vendas. Além das minhas duas marcas autorais, conto com empreendedoras parceiras que trabalham com viés de sustentabilidade”, explica.Uma delas é a empresária Marina Paccola Caminoto, da Fiah, que disponibiliza seus produtos na Balaio de Gato desde o início deste ano.

“Quando chegamos em Curitiba e conhecemos a Balaio de Gato tivemos a sensação de pertencimento. Nossa marca, ideias e projetos foram abraçados. Com a pandemia, muitos empresários pensaram em desistir, mas a iniciativa do site incentivou muitas empreendedoras. São mulheres que voltaram a apostar no crochê, no tricô, nas bijuterias, como também abriu espaço para quem não tinha qualquer ligação com a tecnologia. É uma iniciativa incrível, não só pela questão financeira, mas pelo fato de apoiar marcas maravilhosas”, relata.

No site é possível encontrar uma diversidade de produtos, como amigurumi (técnica japonesa para criar bonecos feitos de crochê ou tricô), acessórios femininos, lingeries, vestuário, entre outros.

Solidariedade

Envolvida em outros projetos sociais, a empresária acredita que a pandemia acentuou a necessidade de ajudar ao próximo. Uma das formas encontradas foi reverter a venda de cada PijAME em marmitas, que são doadas para o projeto Tempo de Solidariedade. “Também participo do preparo das marmitas. É uma corrente do bem, com a distribuição semanal de mais de 100 marmitas”, revela.

Os PijAMEs podem ser adquiridos pelo site ou pelas redes sociais da loja.  São unissex e o cliente pode escolher a estampa. Os tamanhos variam do PP até o 58 e são confeccionados sob encomenda.

“Com a pandemia, algumas empresas estão vendo oportunidades ao invés de paralisarem. A Balaio de Gato é uma delas, pois analisou quais são as dores e necessidades dos seus clientes e se adaptou para aprimorar o atendimento. O Sebrae/PR está disponível para ajudar a encontrar soluções viáveis para cada tipo de negócio, reforça a consultora do Sebrae/PR, Márcia Giubertoni.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe um comentário

Top