You are here
Home > Empreendedorismo > Procurando uma ideia de negócio? Sebrae disponibiliza conteúdo para quem quer empreender

Procurando uma ideia de negócio? Sebrae disponibiliza conteúdo para quem quer empreender

Mesmo com a pandemia, a expectativa é que muitas novas micro e pequenas empresas possam surgir em 2021, tendo em vista que o empreendedorismo é uma das alternativas encontradas como fonte de trabalho e renda em momentos de crise. Para apoiar os potenciais empresários, o Sebrae disponibiliza mais de 400 ideias de negócios, com conteúdo voltado para quem planeja abrir uma micro ou pequena empresa ou tornar-se um microempreendedor individual (MEI), neste ano.  Os interessados podem acessar o canal “Ideias de Negócios”, no Portal da instituição.

O Sebrae identificou alguns dos negócios mais pesquisados na página, entre eles: distribuidora de bebidas, pet shop, escritório de consultoria, frete e transporte de pequenas cargas, loja de produtos naturais, centro de estética, loja de cosméticos e perfumaria, hamburgueria, produção de alimentos congelados, padaria e fornecedor de refeições em marmita.  Nesses conteúdos especiais, o futuro empreendedor pode encontrar diversas informações organizadas por tópicos como: visão geral do mercado, estrutura necessária, dicas, investimentos e custos, equipamentos, pessoal, exigências legais e específicas, localização, entre outras.

A nutricionista curitibana Angelita Busato (foto) remodelou durante a pandemia a empresa, especializada em avaliação nutricional e em dietas específicas com o foco na perda de peso. Ela começou a perceber que muitas pessoas não paravam para cozinhar, recorriam aos deliverys e começaram a ganhar peso. Por isso, ela começou a investir no preparo e na venda das próprias refeições.

“Comecei a elaborar planos familiares de refeições saudáveis e a produzir marmitas para o almoço e jantar além de lanches, sopas, saladas e sucos naturais. A cada semana mudo o cardápio e envio para todos os meus clientes pelas redes sociais. Além disso, eu mesma faço as entregas”, explica.

A empresária explica que a procura foi muito grande ao longo do período. Com o preparo de mais de 100 refeições por final de semana, ela precisou pedir ajuda para a irmã e espera crescer ainda mais nos próximos meses.

Quem também apostou em uma tendência cada vez mais crescente durante a pandemia foi a empresária Cristiane Gonçalves de Souza, de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, com a abertura de uma franquia de uma rede paranaense de café especial. Com o isolamento social e os protocolos estabelecidos pelos municípios para evitar o contágio do vírus, a ideia de uma cafeteria com o modelo “to go”, ou seja, para viagem, no qual o cliente leva o produto para ser consumido em casa ou a caminho do trabalho, por exemplo, casou com o momento.

Cristiane Gonçalves de Souza viu a oportunidade de empreender em plena pandemia. Crédito: Patrícia Biazetto

O sonho de empreender, no entanto, aconteceu de forma estruturada, após procurar auxílio do Sebrae, em 2019, para a elaboração de um plano de negócios. “Queria empreender, mas não sabia no que exatamente. A consultoria me mostrou que não bastava apenas eu gostar de determinado setor, mas entender como ele funcionava”, diz.

Buscar um diferencial também estava nos planos da empresária. “Se eu apostasse na abertura de um café convencional, eu seria apenas mais uma no mercado. Encontrei um modelo de negócio diferenciado, no qual eu me identifiquei, e que, mesmo com a pandemia, oferece segurança pois não gera aglomeração”, relata. 

O coordenador estadual de comércio e mercado do Sebrae/PR, Lucas Hahn, afirma que, após um ano difícil, há uma perspectiva otimista para o crescimento no consumo, especialmente com o início da vacinação nas próximas semanas. Segundo ele, isso pode representar um cenário de oportunidades para os empreendedores.

“Esse poderá ser um ano muito satisfatório, mas o planejamento, a partir de pontos essenciais como o investimento inicial, a estrutura, equipamentos e demais aspectos, é fundamental para que os novos negócios não morram na praia. É essencial para qualquer negócio que o empreendedor conheça as projeções do mercado, tenha muito claro como será sua inserção no mundo digital e como será feito o relacionamento com os clientes”, explica.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top