You are here
Home > Trabalho/Emprego > 10 maneiras de inovar nos próximos eventos virtuais corporativos

10 maneiras de inovar nos próximos eventos virtuais corporativos

A vacinação ainda deve demorar mais alguns meses. Com isso, o trabalho no formato home office continua sendo uma das melhores soluções encontradas pelas corporações. O modelo, que se tornou uma realidade desde o agravamento da pandemia, deve se tornar permanente para colaboradores de muitas empresas e a tendência é que o mesmo também aconteça com os eventos corporativos online.

“O home office, os eventos e reuniões remotos devem se estabelecer como um legado permanente mesmo após o fim da pandemia devido à praticidade para a participação e também à economia – tanto de recursos financeiros, quanto de tempo. No entanto, com o vírus sob controle, muitas empresas também devem optar por formatos híbridos para que a interação entre as pessoas possa servir como catalisador criativo da forma que acontecia antes. É na diversidade, na troca de ideias que grandes inovações surgem”, afirma a especialista em inteligência de mercado, Natasha de Caiado Castro (foto).

De acordo com Natasha, o ambiente virtual dificultou o bate papo mais informal que acontecia entre uma pausa e outra no trabalho e grandes ideias e soluções surgiam nesses momentos, por isso é importante restabelecê-los. “Depois de mais de um ano e meio sem esse tipo de interação, é preciso restabelecer as trocas e socialização da equipe. Antes disso, é preciso que as empresas encontrem os principais desafios que impactaram a equipe e, após esse diagnóstico, buscar soluções que melhorem a experiência dos colaboradores que precisam lidar com o isolamento”, afirma.


Enquanto os encontros físicos ainda não podem acontecer no Brasil, é possível proporcionar experiências interessantes aos colaboradores, mesmo que à distância. Abaixo, a especialista lista 10 ideias de experiências para o próximo encontro corporativo virtual, que proporciona humanização dos gestores, aproximação da equipe e inovação. Confira:

1. Talk show online

Nesse evento, o CEO reúne virtualmente uma personalidade de renome (desde celebridades a empresários e escritores de sucesso) que tenha os ideais da organização para conversar sobre um tema pertinente e interessante para a equipe. Mais do que nunca os líderes precisam ser e mostrarem-se empáticos. Isso traz maior sensação “pertencimento”, o que motiva e engaja a equipe – e que foi perdido por conta do isolamento.

2. Experiências surpreendentes em lançamentos

A ideia é convidar a equipe para uma festa em um ambiente físico onde as pessoas fiquem estrategicamente distribuídas em diversas salas para manter o distanciamento e evitar aglomerações. No ambiente de lançamento, pode conter informações sobre o novo produto ou serviço, além de experiências táteis, experimentando pessoalmente a novidade, por exemplo. O que é interessante principalmente aqui no Brasil, onde é muito importante usar todos os sentidos para maior familiarização com o produto.

3. Cenários interessantes que remetem ao assunto de determinado evento

Para explorar ambientes em seminários ou simpósios, é bacana trazer ao fundo do palestrante figuras, imagens e vídeos que remetem ao tema apresentado. Hoje, já temos disponível no mercado tecnologias como ‘mapping’ e outras inovações que baratearam a transferência virtual de cenários e o tornam super atraente a partir destes recursos.

4. Evento híbrido

É possível convidar a equipe para um evento online e, simultaneamente, todos receberem em casa uma surpresa para partilhar durante o evento, podendo ser comidas e/ou bebidas, até instrumentos musicais, formando uma banda online- ou o que a criatividade permitir, o céu é o limite! A escolha do evento depende de cada organização, podendo ser desde uma festa na laje até uma festa de gala. Outra dica é enviar itens aos participantes, antes da apresentação de um congresso online: além de aumentar o engajamento, demonstra cuidado e o carinho que o brasileiro necessita.

5. Games

Jogos online reúne a equipe e ainda oferece um ambiente mais descontraído, essencial para tempos em isolamento. Algumas dicas são jogos como escape room, em que o primeiro a sair de uma sala cheia de bloqueios vence ou ainda transforma cada colaborador em um avatar- representação da pessoa em um boneco virtual. A gamificação é um dos fatores motivacionais modernos mais eficientes que temos e que cresceu exponencialmente na pandemia.

6. Um bom filme sempre faz bem

Proporcionar uma sessão virtual de filmes ou documentários é uma dica para engajar mais a equipe. O filme escolhido pode ser para descontrair ou o conteúdo pode ter um foco mais profissional. Clube do filme ou do livro aumentam o engajamento e fomentam a criatividade, além de empoderar equipes.

7. Workshops

A dica é trazer um conteúdo interessante para a equipe e abordar temas que não incluem trabalho é o diferencial. Para isso, aposte em assuntos sobre dicas de atividades para relaxar em casa, permitindo a interação da equipe. Com a pandemia, os assuntos de saúde mental tomaram conta do cotidiano, mas por ser uma nova realidade, as soluções ainda são precárias. A abertura de discussões sobre saúde e bem estar em cursos, workshops ou outros canais ajudam a direcionar uma demanda importante, principalmente em empresas nas quais as personalidades introvertidas não têm acesso às áreas de recursos humanos e não conseguem falar sobre as angústias. Já os extrovertidos, estão isolados, o que é contra sua própria natureza, desenvolvendo angústias e impactando a vida pessoal e profissional.

8. Exercícios aeróbicos

Aqui vale a pena convidar aqueles da equipe que desejam uma rotina mais saudável. Desta forma, a corporação pode disponibilizar aulas virtuais em parceria com profissionais de educação física ou também ioga para aulas de nível leve e moderado. Nos últimos tempos, a neurociência tem desenvolvido teorias interessantes que mostram a relação entre os hormônios de bem estar, exercícios e pandemia.

9. Democratização dos canais

O ideal é que a comunicação dentro da empresa seja de forma horizontal, mostrando que pessoas de diferentes cargos possuem o mesmo nível de importância. A ideia é realizar encontros de network através de cafés virtuais entre estagiários, gestores e CEOs para discutirem sobre perspectivas e anseios. Isso faz com que diferentes departamentos tenham integração e todos sintam-se inseridos e também expande o networking dentro da própria empresa.

10. Campanha online de doação

É interessante apostar em ‘engage for good’ (engajar para algo bom no português), que é encontrar uma causa que faça sentido para a comunidade ou ecossistema. Tal ação engaja a corporação, que pode doar o tempo ou recursos para fazer o bem e ainda cria-se o senso de unidade.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe um comentário

Top