You are here
Home > Tecnologia > Fraudes na internet podem aumentar até 11% este ano

Fraudes na internet podem aumentar até 11% este ano

As fraudes pela internet não ocorrem necessariamente por meio de invasão a dispositivos, mas podem ser efetuadas por sites fraudulentos.
As fraudes pela internet não ocorrem necessariamente por meio de invasão a dispositivos, mas podem ser efetuadas por sites fraudulentos.

O consumidor que utilizar o seu dispositivo para adquirir produtos ou acessar a sua conta bancária deve ter cuidado. Segundo estudo feito pela ClearSale, empresa especializada em soluções de prevenções à fraude, as tentativas de golpes via aparelho móvel devem chegar a 18% neste ano. Em 2014, o número foi bem menor, cerca de 7%. Comparando os períodos, o crescimento pode atingir 11%.

O especialista em e-commerce e CEO da Rebellion Digital, Fernando Mansano alerta que o usuário deve se precaver. “Primeiramente, nunca clique em links ou baixe arquivos de e-mails desconhecidos. Estes, normalmente, chegam com conteúdos dizendo que o internauta ganhou algo ou aproveita o nome de alguma instituição conhecida pedindo para validar informações pessoais”, sinaliza.

Ainda segundo o consultor, os internautas devem comprar sempre em sites confiáveis. Pesquisar sobre a página em endereços eletrônicos como o Google, Reclame Aqui, E-bit, Procon, entre outros. É importante verificar se a empresa realmente existe e o que dizem sobre ela. Na dúvida, não compre. É preferível usar formas de pagamento que asseguram a compra ou devolvam o dinheiro caso o produto não seja entregue dentro do prazo.

“Evite adquirir mercadorias, entrar no site de bancos ou digitar dados sigilosos quando estiver em computadores públicos ou compartilhados, pois pode ser que o aparelho já esteja contaminado com aplicativos maliciosos que roubam seus dados para a prática de fraudes online. Não se esqueça, os antivírus devem estar sempre instalados”, explica Mansano.

As fraudes pela internet não ocorrem necessariamente por meio de invasão a dispositivos, mas podem ser efetuadas por sites fraudulentos, e-mails falsos e também com o roubo de informações de outras fontes as quais o titular da conta não autorizou a operação.

Se você caiu em um golpe e não sabe o que fazer. Siga as dicas:

1- Se você utilizou cartão de crédito ou débito no aparelho, providencie o cancelamento imediatamente

2 – Registre um boletim de ocorrência pois o invasor poderá estar com todos os seus dados pessoais e utilizar as informações para fazer cadastros falsos em seu nome

3 – Caso não tenha algum sistema de segurança instalado, como por exemplo, antivírus, instale e faça uma varredura completa no dispositivo

4 – Troque todas as senhas utilizadas no computador, até a do internet banking

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top