You are here
Home > Negócios > Como determinar o melhor preço de uma mercadoria ou de um serviço continua sendo uma das maiores preocupações dos empresários

Como determinar o melhor preço de uma mercadoria ou de um serviço continua sendo uma das maiores preocupações dos empresários

Estabelecer o melhor preço para um produto ou serviço é uma das maiores dificuldades e também preocupação dos empresários. De uma forma geral, os consumidores estão sempre em busca de melhores preços. E tem muita gente que sabe que precisa de algo, mas não quer pagar e acaba recorrendo a tutoriais de internet, amostras grátis ou até mesmo na maior cara de pau tenta consultas de graça para resolver sua situação.

Agora uma coisa é certa: o empresário deve estar consciente que derrubar o próprio preço e pagar caro para poder vender, não é negócio para ninguém. Por isso, quem quer valorizar o que tem na mão, deve usar o seguinte raciocínio: se for um produto, quanto gastou na linha de produção? Se for um serviço, quanto investiu em conhecimento para se aprimorar.

A decisão de precificação é uma relação de custo e benefício. Geralmente, o cálculo de preços é feito no início do empreendimento, porém deve ser revisado e atualizado regularmente para não dar prejuízos.

Hoje, um fator decisivo e que influencia na precificação é a lei da oferta e da procura. Por exemplo: duas lojas, uma ao lado da outra, vendem a mesma camiseta, porém com preços diferentes. Uma cobra R$ 40 e a outra R$ 50. Obviamente, os clientes irão preferir a loja que oferece o mesmo produto por um preço mais baixo. Neste sentido, o lojista deve estar atento em pesquisar os preços na concorrência. E refazer o cálculo do produto. Porém, não dá simplesmente para reduzir o preço e ficar com o prejuízo. Neste caso, é preciso tomar cuidado e pesquisar melhor os fornecedores.

Outro exemplo para refletir. Caso a empresa ofereça um serviço único na cidade e estipule preços altos sobre o seu trabalho, isso também pode ser prejudicial, pois um cliente pode procurar por serviços alternativos ou até mesmo ir a outros locais que tenham o mesmo tipo de serviço. Muitas vezes, também nos cálculos de precificação, o empreendedor pode chegar a um preço menor do que o cliente está disposto a pagar.

Ou seja, definir o melhor preço é um caminho árduo, porém, vale refletir sobre o ditado que diz: ‘Seja reconhecido pelo seu trabalho e não pelo seu menor preço”.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top