You are here
Home > Marketing > Porque o merchandising em TV ainda é um grande atrativo para marcas e produtos?

Porque o merchandising em TV ainda é um grande atrativo para marcas e produtos?

Segundo a última Pesquisa Brasileira de Mídia, cerca de 63% dos brasileiros assistiam à TV para se informar. Sendo que 77% desse público acompanhava à programação televisiva nos 7 dias da semana. Hoje este número mesmo que em menor escala, ainda mostra o poder que este meio de comunicação tem na vida do brasileiro.

A pesquisa ainda mostra que grande parte deste número, 78% com mais de 65 anos, seguido de 76% entre 55 e 65 anos e tendo a menor faixa de representatividade entre jovens de 18 a 24 anos, com pouco mais de 44%. O público predominante é o feminino com 63%. Para algumas marcas e produtos, o merchandising é um nicho ainda muito forte para ser explorado e com grande representatividade de compra.

Com certeza todo mundo já viu apresentadores de tv, interromperem entrevistas ou matérias para “dar um recado especial”. Dados da última pesquisa realizada, o campeão de merchandising em TV aberta foi o apresentador Ratinho do SBT. Somente em dezembro de 2017, das 307 ações de marcas exibidas nas atrações do SBT, 116 foram concentradas no programa do apresentador.

O ritmo segue forte também nesse ano. Em maio, a quantidade de ações de marcas no programa do apresentador foi de 156, um número expressivo dentro da média de espaços da emissora. Nomes como das apresentadoras Sônia Abrão e Cátia Fonseca figuram na lista das mais procuradas para ações.

Os investimentos com merchandising movimentaram R$ 7,4 bilhões em 2017, em queda de 6,2%, comparado com os investimentos de 2016, segundo os dados da pesquisa. Enquanto algumas marcas e produtos recuaram suas ações de merchandising para tv aberta, outras aproveitaram esta lacuna e aumentaram os números de inserções diárias.

Uma das empresas que seguiram este plano de negócios, é a Sono Quality Colchões. Segundo Rubens Ressutti, diretor de marketing da empresa, em 2017 foram mais de 2510 ações, pulverizadas em mais de 15 programas em diferentes emissoras.

Se considerarmos os números de 2017, a marca esteve presente em programas de tv, no mínimo 6 vezes por dia, em 365 dias corridos. Em 2018 a empresa fechará o ano com mais de 3152 ações de merchandising, divulgados em 13 programas diferentes na tv aberta, elevando a média diária para 16 ações. Um aumento de 27,5%, em comparação ao mesmo período do ano passado.

Hoje a Sono Quality é uma das empresas brasileiras que mais realiza ações de merchandising. Para Ricardo Eloi, CEO da empresa, para 2019 novas métricas de divulgação estão sendo estudadas e planejadas, mas o merchandising continuará com força e com boa parte dos investimentos direcionados para a ação.  “O merchandising é um grande atrativo para as marcas e produtos pela rapidez do feed back que o cliente repassa. Conseguimos hoje mensurar dados e informações através das ligações para nossa central de atendimento, que atualmente conta com mais de 130 profissionais que são responsáveis por quase 35 mil atendimentos dentro do mês.”, explica Eloi.

Para compor ainda o marketing de divulgação dos produtos da empresa, o departamento comercializa ainda espaços comerciais nas emissoras, trabalha informe publicitários das atividades da empresa em canais específicos e começou recentemente um trabalho de mídia digital para atender os pedidos e informações que chegam através do site da empresa e das redes sociais.

Hoje a marca conta com mais de quatro apresentadores para compor as gravações e atender a demanda de programas de TV. 90% das ações são compostas no formato ao vivo.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top