You are here
Home > Negócios > Realidade virtual torna-se importante aliada da indústria para prevenir falhas e reduzir custos

Realidade virtual torna-se importante aliada da indústria para prevenir falhas e reduzir custos

Imagine poder visualizar em escala real uma máquina, checar aspectos ergonômicos, identificar possíveis falhas de segurança, validar conceitos técnicos, muito antes de ela ser construída. E, mais do que isso, corrigir rapidamente erros, ganhando tempo na aprovação do projeto e na implementação desse equipamento na fábrica. Isso é totalmente possível e já tem mudado alguns processos na indústria nos mais variados setores, da manufatura à saúde, da fábrica à prateleira de vendas.

Na Embraco, companhia global que promove qualidade de vida por meio de soluções inovadoras de refrigeração, a adoção da realidade virtual permitiu reduzir, em média, 3% do custo total de equipamentos, acelerando a implementação nas linhas de produção.

Desde janeiro de 2018, grande parte dos equipamentos para uso nas linhas de produção da Embraco, no Brasil, foi projetada e validada por meio da realidade virtual, que possibilita uma experiência imersiva do operador na máquina. Itens como segurança, ergonomia, manutenção e facilidade na operação são avaliados por todos os envolvidos – especialistas, técnicos de manutenção, de ergonomia, preparadores e operadores – ainda na fase de projeto. Isso permite a identificação imediata de eventuais falhas e a realização de ajustes necessários antes da construção do equipamento. É possível notar, por exemplo, se é necessário mudar a posição de painel, a posição de acesso para manutenção ou qualquer outra alteração.

“A realidade virtual reduz tempo de desenvolvimento, implantação e custo do equipamento por evitar retrabalho e garantir que a máquina chegue 100% apta e segura à fábrica. Permite tomar decisões muito mais rápidas em relação ao projeto e às mudanças que precisam ser feitas”, atesta Claudemir dos Santos, diretor de Operações da planta Brasil.

Outra vantagem da tecnologia é a possibilidade de oferecer treinamentos para operadores, preparadores e responsáveis por manutenção durante o desenvolvimento dos projetos. Desta forma, quando o equipamento é instalado, todos já sabem como ele funciona.

A realidade virtual é apenas uma das iniciativas dentro da jornada de digitalização que a Embraco começou a trilhar nos últimos anos a fim de assegurar maior qualidade e agilidade à produção enquanto reduz custos, previne falhas e auxilia a empresa na tomada de decisões.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top