You are here
Home > Finanças > Banco Central autoriza primeira Sociedade de Empréstimo entre Pessoas

Banco Central autoriza primeira Sociedade de Empréstimo entre Pessoas

O Banco Central (BC) autorizou a primeira fintech de crédito da modalidade SEP (Sociedade de Empréstimo entre Pessoas). A MOVA Sociedade de Empréstimo entre Pessoas S.A. conta com Érico Sodré Quirino Ferreira como controlador e Roberto Felipe Tesch como diretor executivo. O processo de autorização foi conduzido pela JL Rodrigues, Carlos Átila & Consultores Associados.

“Desde a decisão estratégica sobre a constituição da MOVA foi necessário elaborar o projeto do empreendimento e produzir toda a documentação exigida pelos normativos em vigor, evitando a perda de recursos”, aponta José Luiz Rodrigues, especialista em regulação e sócio da JL Rodrigues. “O foco esteve em atender aos preceitos que regem pontos imprescindíveis ao funcionamento de uma SEP, como estrutura, produtos e serviços. Isso foi possível devido aos conhecimentos de equipe multidisciplinar, composta por advogados, contadores e economistas”.

A Resolução 4.656/2018 e a Circular 3.898/2018, que preveem os requisitos a serem observados pelos pretendentes, apesar de recentes, são profundamente estudadas pelos players que visam ganhar mercado pelo pioneirismo, como a MOVA. Todo o processo foi acompanhado pela consultoria JL Rodrigues, especializada nos assuntos que envolvem a organização e acesso ao Sistema Financeiro Nacional.

Atuação da MOVA

A mais nova SEP realizará, exclusivamente online, operações de empréstimo e financiamento educacional e desenvolvimento profissional, mas também empréstimo voltado para pessoas físicas e pessoas jurídicas de pequeno e médio portes.

Aos investidores, serão oferecidas rentabilidades maiores que investimentos de baixo risco, como poupança, títulos do Tesouro Direto e CDBs, com risco compatível ao patamar de retorno.

O negócio mira na escassez de alternativas de financiamento privado no Brasil para brasileiros que almejam cursar pós-graduação em universidades estrangeiras, considerando os altos custos e que poucas bolsas existentes os cobrem totalmente. Muitos estudantes recorrem a uma “cesta” de recursos de diferentes origens, como dinheiro próprio, apoio de familiares, bolsas e financiamento privado, por exemplo.

Fundadores da SEP

Érico Sodré, Controlador da MOVA, também é Controlador do OMNI Banco. Detém expertise sobre o mercado financeiro e deve fornecer suporte operacional e comercial. Já Roberto Tesch, Diretor Executivo da MOVA, tem mais de 15 anos de experiência na análise econômico-financeira de empresas e projetos, período no qual estruturou e fundou três empreendimentos inovadores. Seu papel na sociedade inclui, em conjunto com outros membros da equipe, coordenar as atividades operacionais e técnicas, inclusive relacionadas ao desenvolvimento da plataforma, produtos e operações.

Sobre a JL Rodrigues

Há mais de 20 anos no mercado, a JL Rodrigues, Carlos Atila & Consultores Associados (http://jlrodrigues.com.br/) é uma consultoria especializada em regulação, organização, supervisão e acesso ao sistema financeiro e ao mercado de capitais, com foco no atendimento a empresas e instituições financeiras brasileiras e estrangeiras, que atuam ou pretendem atuar nesses ambientes. Colabora com fintechs, instituições de pagamentos, consórcios e outros modelos de negócios ligados ao Sistema de Pagamentos Brasileiro. A consultoria representa seus clientes perante os órgãos reguladores pertinentes, para propor soluções eficazes no âmbito administrativo, institucional, regulamentar e contábil, que preservem seus legítimos interesses econômicos, financeiros e comerciais.

José Luiz Rodrigues, sócio titular da empresa, é também membro do Conselho da ABFintechs (Associação Brasileira de Fintechs), o que faz com que a consultoria esteja inserida ativamente nesse ecossistema.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top