You are here
Home > Trabalho/Emprego > Pesquisa revela comportamento dos donos de pequenos negócios na contratação de funcionários

Pesquisa revela comportamento dos donos de pequenos negócios na contratação de funcionários

Os donos de micro e pequenas empresas dão maior importância às competências comportamentais (56%) que às habilidades técnicas (44%) dos candidatos a vagas de emprego em seus negócios. A proatividade e pontualidade são as características mais buscadas por esses empresários no momento das entrevistas para contratação. Estes foram alguns dos dados identificados por uma pesquisa inédita do Sebrae, que procurou conhecer o comportamento dos donos de pequenos negócios no momento de selecionar empregados e as maiores dificuldades que eles enfrentam no processo.

A sondagem, que ouviu 1.859 donos de micro e pequenas empresas de todas as regiões do país, mostrou ainda que para cerca de 1/3 dos empresários, as vagas com maior dificuldade de contratação são aquelas que exigem relacionamento e atendimento ao cliente.

Segundo o levantamento, para preencher este tipo de vaga, 44% dos empresários não exigem experiência, pois realizam a capacitação no próprio local de trabalho. Já outros 32% dos entrevistados exigem experiência maior de 6 meses na atividade. Cerca de 1/3 dos donos de negócios preferem contratar funcionários com até 35 anos de idade, mas a maioria – cerca de 60% – afirma que não tem preferência por faixa etária específica.

A pesquisa apontou ainda que quase metade dos donos de pequenos negócios ouvidos procura funcionários que tenham habilidade de vender o produto ou serviço oferecido pela empresa. E para cerca de 1/3 deles, pesa na escolha o conhecimento do candidato em tecnologias atuais, que ajudem a tornar o negócio mais digital.

“A geração de emprego no país passa pela micro e pequena empresa. É fundamental conhecer as dificuldades que estes empresários encontram para direcionarmos ações de orientação e fomento à criação de novas vagas de trabalho”, analisa o presidente do Sebrae, Carlos Melles. “A pesquisa inclusive apontou que a maioria (62%) dos entrevistados desconhece os softwares de recrutamento, muitas vezes desenvolvidos por startups justamente para facilitar a seleção de colaboradores para as micro e pequenas empresas”, assinalou.

Quanto às perspectivas para 2020, metade dos donos de pequenos negócios se mostra otimista e pretende contratar mais funcionários. Outros 41% esperam manter o mesmo nível atual de empregados e 9% pretendem reduzir o quadro de funcionários no próximo ano. A pesquisa mostrou também que a grande maioria dos empresários (70%) ainda não realizou nenhuma contratação dentro dos novos modelos implementados com a reforma trabalhista e 17% afirmaram não ter conhecimento sobre essas mudanças.

Números da Pesquisa

A maioria dos entrevistados (62%) nunca ouviu falar de softwares de recrutamento e seleção voltado para MPE.

55% dos empresários acreditam que esse tipo de ferramenta não seria útil para ajudar na seleção de candidatos chamados para entrevista.

20% dos donos de pequenos negócios realizam anúncios gratuitos em suas redes sociais para prospectar candidatos.

Quase 10% dos empresários não possuem funcionários trabalhando em seu negócio. Cerca de metade dos entrevistados tem até 5 funcionários.

Mais de 2/3 dos empresários não fizeram nenhuma contratação nos novos modelos da implementados com a Reforma Trabalhista.

A indicação boca-a-boca dos funcionários é a forma de prospectar candidatos preferida por mais de metade dos empresários (54,5%).

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top