You are here
Home > Negócios > Arcos Dorados inicia transição para servir no Brasil ovos de galinhas criadas livres

Arcos Dorados inicia transição para servir no Brasil ovos de galinhas criadas livres

A Arcos Dorados, maior franquia independente do McDonald’s do mundo e que opera a marca em 20 países da América Latina e do Caribe, anuncia que começou a comprar ovos de galinhas criadas sem gaiola. O primeiro país beneficiado será o Brasil. A ação reforça o compromisso global da marca com o bem-estar animal, além de posicionar o mercado brasileiro como referência na região para atingir a meta estabelecida pela empresa de comprar exclusivamente esse tipo de produção a partir de 2025.

A companhia alinha-se aos objetivos globais do sistema McDonald’s para minimizar o impacto ambiental de seus restaurantes e construir uma cadeia de suprimentos mais sustentável até 2030.

“Ser a marca líder na América Latina e no mundo nos desafia a implementar iniciativas como essa. Portanto, dar esse passo é muito significativo para nós. Continuamos concentrando esforços para minimizar o impacto ambiental de nossas operações”, afirma o diretor Corporativo de Desenvolvimento Sustentável da companhia, Leonardo Lima (foto).

O projeto inicial está focado no centro de distribuição da empresa no Paraná, que é responsável pelo fornecimento para toda a rede de restaurantes na região sul do Brasil. A partir disso, o plano é expandir a oferta em todo o país e, depois, para o restante dos mercados operados pela Arcos Dorados.

Conhecido como Cage Free (livre de gaiolas), esse sistema de produção permite que as aves tenham espaço para andar livremente, esticar as asas e realizar comportamentos naturais importantes, como reprodução e criação de ninhos para botar seus ovos, além de evitar o uso desnecessário de antibióticos em animais saudáveis. Os locais onde ficam são secos e protegidos de predadores ou condições climáticas adversas que podem comprometer a saúde do grupo.

A Granja Mantiqueira, maior produtora de ovos da América do Sul, fornece os produtos que atendem aos mais rigorosos padrões de bem-estar animal, com base no Programa de Certificação Internacional da Certified Humane Raised & Handled. Por sua vez, os ovos têm o selo da Certified Humane Brasil.

“Essa conquista só foi possível graças à preocupação histórica do McDonald’s com a sustentabilidade, uma questão prioritária dentro da empresa. Prova disso são as certificações obtidas de importantes entidades do setor, como MSC (Marine Stewardship Council) para os peixes utilizados na preparação do McFish, FSC (Forest Stewardship Council) para nossas embalagens e Rainforest Alliance para o café. Temos orgulho de ser pioneiros em iniciativas sustentáveis, sempre com o apoio indispensável de nossos parceiros”, diz Ives Uliana, Diretor de Supply Chain da Divisão Brasil da Arcos Dorados.

“Aplaudimos o compromisso e as medidas que o McDonald’s está adotando para libertar milhares de galinhas das gaiolas e aumentar os níveis de bem-estar animal na produção de ovos. Isso reforça o fato de que o futuro estará livre desse método. Esperamos continuar trabalhando juntos na implementação dessa política em outras regiões do país”, afirma Maria Fernanda Martin, gerente de programas e políticas corporativas da Humane Society International (HSI) no Brasil.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top