You are here
Home > Trabalho/Emprego > Startup oferece curso de programação e só cobra mensalidade após aluno conseguir emprego

Startup oferece curso de programação e só cobra mensalidade após aluno conseguir emprego

Já pensou estudar em uma escola que, além da qualidade de ensino, oferece grandes chances de empregabilidade no mercado de trabalho? A Kenzie Academy tem como objetivo qualificar profissionais na área de programação, para que eles sejam capacitados para enfrentar os desafios da profissão e consigam, rapidamente, ingressar no mercado de trabalho. Por isso, quem estuda na startup paga o curso apenas quando conseguir emprego com remuneração mínima de R$ 3 mil por mês. Se em 60 meses o aluno não conseguir essa renda, ele não precisa pagar o curso.

“Acreditamos na eficiência do nosso método. Além do curso, apoiamos nossos estudantes por meio de mentoria de carreira e parcerias que aceleram sua contratação”, explica Daniel Kriger, cofundador e CEO da Kenzie Academy. 

O estudo ‘Profissões Emergentes’, feito pela rede social Linkedin, mostra que das 15 profissões que serão destaques em 2020, nove são ligadas à Tecnologia da Informação, como Desenvolvedor em JavaScript. Com o crescimento no número de vagas e alta procura por profissionais qualificados, quem estuda e se especializa sai na frente. 

A Kenzie Academy começou em 2017, em Indianápolis (EUA), e escolheu Curitiba para ser a primeira sede fora dos Estados Unidos. Atualmente, o curso ofertado é Desenvolvedor Full Stack (back e front end), com duração de 12 meses. A próxima turma começa em abril e as inscrições podem ser feitas pelo site kenzie.com.br

Para quem não é de Curitiba e deseja estudar na Kenzie Academy, a escola também oferta o curso no modo online. O horário das aulas é o mesmo do curso presencial, com a diferença de que o aluno pode assistir diretamente da sua casa. Daniel explica que “em todo o Brasil temos pessoas interessadas em estudar conosco. Por isso, encontramos uma maneira de levar ensino de qualidade para quem precisa, independente da região onde mora”. 

Como o curso funciona

Segundo Chok Ooi, fundador e CEO da Kenzie nos Estados Unidos, trimestralmente a Kenzie Academy melhora o material do curso conforme as atualizações do mercado e o feedback dos alunos. “O estudante aprende os conceitos e vivencia a utilização de metodologias utilizadas com cada vez mais frequência em empresas e startups. Além disso, o aluno pratica, através de projetos, a resolução de problemas semelhantes aos encontrados no dia a dia de um desenvolvedor”. Em todas as aulas, a Kenzie faz uma demonstração com um desenvolvedor sênior para que os estudantes aprendam não só o modo correto de pensar, mas também conheçam e se preparem para os desafios da profissão. 

Outro diferencial da escola é que todos os alunos se desenvolvem além da parte técnica, aprendendo sobre soft skills, ou seja, como trabalhar em equipe, se comunicar de forma eficaz no trabalho, ser proativo e ter pensamento crítico. “Oferecemos mentorias para ajudar nossos estudantes a crescerem e desenvolverem melhor sua carreira profissional”, afirma Daniel. 

A Kenzie trabalha com grandes empresas parceiras como Ebanx, James Delivery, Social Wave, Banco Bari, CPlug, Vhsys, LarApp e Sistema Vitto, que ajudam os estudantes a conseguirem emprego no mercado da tecnologia. 

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top