You are here
Home > Trabalho/Emprego > Mercado de tecnologia está aquecido e tem oportunidades de trabalho

Mercado de tecnologia está aquecido e tem oportunidades de trabalho

O mercado de trabalho em tecnologia da informação (TI) está aquecido e a busca das empresas por profissionais capacitados é alta. Com a possibilidade de home office ou da modalidade híbrida, os atrativos dessa área altamente competitiva são vários – da flexibilidade aos altos salários.

A Gateware, empresa curitibana de TI com filiais em São Paulo e Rio de Janeiro, na Argentina e nos Estados Unidos, com mais de 20 anos de mercado, está recrutando profissionais nas áreas de desenvolvimento, administração de sistemas, engenharia de dados, análise SRE, consultoria SAP, gerência de projetos (PMO), gestão de mudança (GMO), entre outras, com salários que podem chegar a R$ 30 mil. Pesquisa da Associação Brasileira das Empresas de TI e Comunicação (Brasscom) aponta que a procura por profissionais de TI será de 420 mil pessoas até 2024 no Brasil. O diferencial da Gateware é justamente o caráter de contratação, por recrutar profissionais que serão alocados em projetos de TI.

Para trabalhar na empresa, o ideal é que o candidato esteja alinhado com propósitos de excelência, protagonismo e eficácia. O time de recrutamento e seleção é treinado para buscar esses profissionais focando o onbourding na missão da companhia. “Nossa entrevista comportamental é uma etapa em que verificamos o quanto o candidato está engajado nos nossos valores. Entendemos que o direcionamento dessas pessoas deve ser coerente com nosso fit cultural”, explica Karla Silva, gerente de RH da Gateware.

Outro ponto estruturante da mão de obra especializada, alvo das áreas de TI, é o equilíbrio entre capacidades técnicas e comportamentais, ou seja, entre as hardskills e as softskills. Karla explica que essa parte é a mais delicada, por se tratar de expertises raras de se encontrar. “Observamos mais o perfil comportamental, porque o técnico é mais fácil de ser treinado”, diz.

Focada no outsourcing (terceirização), a análise comportamental feita pela Gateware é minuciosa e utiliza um tempo que o cliente não tem para despender na busca de um profissional. “O tempo é o ativo mais importante do cliente e nós o economizamos ao fazer a análise completa de perfil do profissional que será alocado em outra empresa, entregando uma pessoa preparada para suprir as necessidades do cliente”, indica a gerente de RH.

Hub de oportunidades que abre portas

É alto o potencial de crescimento dos profissionais na Gateware. Isso vem acontecendo tanto que há situações em que o profissional se especializa no cliente, recebendo a oportunidade de trocar de empresa se quiser. “Muitos profissionais nossos foram internalizados nas empresas em que os alocamos, o que mostra a alta performance da mão de obra qualificada que está conosco e nos dá a certeza de estar no caminho certo”, avalia a recrutadora.

Esse é o caso do Vanderlei Gomes Júnior, ex-colaborador Gateware que, em dois anos, foi contratado pela Ambev, após ganhar o troféu de embaixador Gateware. “As oportunidades que a Gateware traz são incríveis, e evoluir só depende da gente”, afirma o profissional.

Outra vantagem apresentada pela empresa é a contratação por projeto, o que traz a comodidade ao cliente de não precisar arcar com obrigações trabalhistas, pagando menos impostos. Para o CEO da Gateware, Francisco Ferreira, esse é mais um destaque. “Além dos ganhos fiscais, a empresa contratante não aumenta o custo da folha de pagamento. Como se tratam de projetos, apresentamos pessoas especializadas com culturas de outras empresas que já passaram por situações semelhantes e necessidades diferentes que agregam valor onde chegam”, explica o CEO.

Nova plataforma de recrutamento

A nova plataforma de oferta de vagas da Gateware oferece aos candidatos um site interativo leve e de fácil utilização. Das 60 vagas disponíveis, o maior número é para desenvolvedores em diversas linguagens, e mais de 10 vagas são para GMO. “A gestão de mudanças organizacional é nossa menina dos olhos, uma especialidade da Gateware. Buscamos profissionais voltados para a comunicação e o treinamento”, indica Karla. E ela finaliza: “Precisamos de pessoas com garra e vontade de aprender no nosso dinâmico ambiente de trabalho.”

Para saber mais sobre as vagas, acesse: https://gateware.com.br/nossas-vagas/

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe um comentário

Top