You are here
Home > Agronegócio > Empresa global de drones agrícolas estreia no Brasil na Agrishow

Empresa global de drones agrícolas estreia no Brasil na Agrishow

Eavision traz ao Brasil a mais alta tecnologia em drones para o agronegócio

A empresa global de drones agrícolas Eavision fará sua ‘entrada’ no mercado brasileiro na Agrishow, entre os dias 25 e 29 de abril, em Ribeirão Preto (SP).

Com atuação em nível mundial desde 2016, a empresa leva percepção visual binocular e controle autônomo, com utilização de inteligência artificial, como a sua tecnologia principal através de drones de alta produção. Ela desenvolve e fabrica aeronaves remotamente pilotadas inteligentes adequadas para todo tipo de terreno.

Do planejamento do plantio à eficiência da colheita, passando pela irrigação ou identificação de pragas e doenças, os drones são uma das principais inovações que se tornaram realidade no agronegócio. Eles têm auxiliado nas mais diferentes tarefas agrícolas e mudado o cenário no campo, gerando produtividade, oferecendo uma gama enorme de detalhes e informações, e reduzindo custos com sua agilidade em diferentes aplicações.

As vantagens dos drones que serão apresentados pela Eavision durante a Agrishow, são: segurança, facilidade de operação, mais eficácia e maior eficiência, capacidade de detecção de obstáculos em qualquer tipo de terreno e adaptação ao mercado brasileiro.

Segundo o diretor de vendas Julio Pignata Branco, o sistema de visão binocular 3D  dos drones oferece cobertura para todos os tipos de terrenos, com planejamento de caminho inteligente e possibilidade de uso de  um sistema de pulverização exclusivo. “Esse sistema de pulverização de névoa, com variação entre 20 a 250 µm, é aplicável a várias culturas, com distribuição bimodal de grandes gotas pulverizando direta e eficazmente. As gotas finas podem cobrir as folhas inferiores e o seu verso”, destaca.

De acordo com Branco, a tecnologia apresentada pela empresa disponibiliza um campo de visão similar à do olho humano, em combinação com um radar de ondas milimétricas e lidar. Tudo isso possibilita uma velocidade de resposta de 0,2 segundos na tomada de decisão para o controle e manutenção da altitude. Essa tecnologia exclusiva da Eavision permite ainda a prevenção de obstáculos de forma contínua, dinâmica e autônoma, podendo realizar voos de maneira segura e automática em terrenos com declividade abaixo de 90 graus.

Ele explica que o desenvolvimento e a aplicação da tecnologia da empresa resolveram problemas como imagens fantasmas em ambientes externos complexos e aplicações práticas, interferência e reflexo da luz solar, computação de alta velocidade, calibração em tempo real e outros problemas comuns no campo. “A Eavision desenvolveu e ampliou equipamentos inteligentes e softwares utilizados em diversos campos e cenários, envolvendo agricultura, eletricidade, identificação de arte, tratamento médico e transporte ferroviário, dentre os quais mecanização e, hoje, a inteligência de cenários agrícolas é o foco principal de atuação da empresa”, afirma.

De acordo com o CEO da Eavision Ted Liu, a  empresa já atua diretamente com agricultores, fabricantes, cooperativas e universidades em diferentes projetos no Brasil. “Para os agricultores, trabalhamos em diferentes fazendas, como cana-de açúcar, milho, fruta, soja, café, amendoim e algodão”, destaca. “Atuamos para auxiliar os trabalhadores no campo, economizar produtos químicos e tornar o sistema mais produtivo”, destacou.

Liu explica que a Eavision ainda desenvolve pesquisas e testa novas tecnologias no campo para melhorar ainda mais a produtividade. “E trabalhamos diretamente com professores universitários na área de controle de doenças em plantas e economia de produtos químicos”, afirma.

A Eavision desenvolve equipamentos inteligentes e softwares utilizados em diversos campos e cenários, envolvendo agricultura, eletricidade, identificação de arte, tratamento médico e transporte ferroviário, dentre os quais, mecanização.  Hoje, a inteligência de cenários agrícolas é o foco principal de atuação da empresa, atuando em agricultura de precisão, incluindo projetos de pulverização de drones e serviço de sistema AI-Farming.

De acordo com Ted  Liu, o mercado brasileiro é enorme e tem alta aceitação de tecnologia pelos maiores rendimentos e melhor qualidade apresentada. “As multitecnologias podem ser bem aplicadas e o mercado brasileiro será líder global para drones e também na agricultura com uso de inteligência artificial”, aponta.

O uso de drones no campo faz parte de um cenário do que chamamos de agricultura 5.0. Liu nos relata, em sua opinião, qual é o futuro desta tecnologia. “A aplicação de tecnologias de drones para agricultura abre enormes possibilidades para um trabalho mais digital no campo. O uso de drones é apenas o começo e novas tecnologias vão continuar surgindo”, diz.

Ele ainda relata que a Eavision atua constantemente com o desenvolvimento de pesquisa de mercado sobre requisitos e pontos problemáticos no campo para atendimento da demanda, análise com os aspectos de tecnologias, ambientes e economia, planejamento de rotas técnicas, amostragem e testes internos para atuação no mercado.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe um comentário

Top