You are here
Home > Trabalho/Emprego > Grupo Carrefour Brasil investe R$ 68 milhões em edital de bolsa de estudos e de permanência para pessoas negras

Grupo Carrefour Brasil investe R$ 68 milhões em edital de bolsa de estudos e de permanência para pessoas negras

O Grupo Carrefour Brasil, líder do varejo alimentar, está investindo R$ 68 milhões em edital de bolsas de estudos e de permanência para pessoas negras em todo o país. Este é um dos mais importantes compromissos que a varejista assumiu no combate ao racismo.

O aporte representa o maior investimento privado já feito para reduzir a desigualdade racial e faz parte do compromisso de investir valores que chegam a R$ 115 milhões direcionados à educação e geração de renda para a população negra.

O edital já está disponível por meio do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (CEBRASPE), e as universidades terão de 31 de agosto a 27 de setembro para se inscreverem. A iniciativa faz parte das ações afirmativas de concessão de bolsas de estudo e de permanência para cursos de graduação e programas de pós-graduação em instituições públicas e privadas.

“Esta é mais uma iniciativa voltada ao combate ao racismo estrutural, pela qual pretendemos estimular o desenvolvimento educacional de pessoas negras que estão ingressando ou que precisam de ajuda para custear os estudos em universidades públicas e privadas. Para além da graduação, o programa inclui cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado, níveis educacionais que não costumam contar com ações afirmativas”, destaca Lucio Vicente, diretor de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade do Grupo Carrefour Brasil.

Na distribuição das bolsas, poderão ser contemplados tanto estudantes de cursos de graduação e programas de pós-graduação em início de ciclo, como estudantes com ciclo em andamento. A inscrição dos cursos pelas instituições de ensino deverá ser efetuada exclusivamente por meio eletrônico, mediante o preenchimento de formulário pelo site www.cebraspe.org.br. Juntamente com o formulário, deverão ser enviados pelas universidades todos os documentos necessários para a comprovação das exigências indicadas no edital.

“Nosso objetivo é apoiar iniciativas de combate ao racismo e à discriminação, ampliando a oportunidade para que as pessoas negras possam ter a chance de cursar e concluir o nível superior, aprimorar habilidades, e se inserir no mercado de trabalho”, reforça o executivo.

O foco são cursos que possuem baixa representatividade de estudantes negros, como: ciências biológicas, medicina, odontologia, engenharias, direito,

Combate ao racismo estrutural

O Grupo Carrefour Brasil, em 2021, lançou o primeiro ciclo de editais que contemplou cerca de 38 organizações de todo o país que lutam para combater o racismo na sociedade e na promoção e inclusão de negros e negras no mercado de trabalho. Além disso, a varejista, com o apoio da CUFA, selecionou 18 jovens de diferentes favelas de São Paulo, que já estão estagiando na companhia com até 80% da graduação ou curso de tecnologia custeados pela empresa.

Também investiu em um programa de aceleração de carreira voltado para profissionais negros: o Talentos do Futuro 2021 – Liderança Negra. Ainda na frente de capacitação, foi lançado o programa Transforma Tec, em parceria com a startup do ramo educacional DIO.me (Digital Innovation One), que disponibilizou 300 vagas para bolsas de estudo com foco em Desenvolvimento Fullstack Java, React e Cloud para pessoas negras de todo o país, com idades entre 18 e 30 anos.

Já em relação ao trabalho de aceleração de empreendedores negros, foram incluídos novos fornecedores para a varejista, “Hoje, algumas de nossas lojas em São Paulo e no Rio Grande do Sul, além de nosso e-commerce, já contam com a venda dos produtos de mais de 12 empreendedores negros”, finaliza Vicente.

As ações da companhia estão disponíveis no site https://naovamosesquecer.com.br/pt/

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe um comentário

Top