Inscrições para o Programa Grupo Boticário Startups terminam nesta quinta-feira

Inscrições para o Programa Grupo Boticário Startups terminam nesta quinta-feira

Conexão com startups busca apoiar o empreendedorismo e colaborar com o crescimento de soluções inovadoras para o ecossistema da beleza e varejo

O Grupo Boticário está com inscrições abertas para 4ª edição do programa de aceleração Grupo Boticário Startups, que conecta empreendedores de todo o território nacional a um dos maiores grupos de beleza do mundo para reinventar a indústria da beleza por meio da tecnologia e do fomento da troca de experiências entre as empresas. Para a edição deste ano, a companhia procura até 10 startups que atuem nos segmentos de beleza e varejo, que estejam com o produto validado e em fase de operação ou tração. Os interessados podem se inscrever até esta quinta-feira (8) site do projeto (aqui).

Com cinco meses de duração, entre maio e setembro, o programa oferece uma imersão no ecossistema de beleza e varejo do Grupo Boticário, auxiliando as startups na exploração de novos mercados a partir da experiência adquirida nos mais de 45 anos de existência da empresa. Por meio de trilhas de conhecimento direcionadas para os segmentos de cada startup – beleza ou varejo -, as aceleradas terão acesso a palestras de inspiração e conteúdo com especialistas e executivos do Grupo Boticário e convidados externos, bem como mentorias personalizadas conforme a necessidade de cada startup.

O projeto conta ainda com acompanhamento especializado com time de aceleração com checkpoints semanais para avaliação e esclarecimentos de dúvidas, por exemplo.

O Grupo Boticário abre também suas portas para as empresas participantes, oferecendo acesso a profissionais da companhia, bem como atuando na revisão de UX do site das startups pelos especialistas internos, apoio e treinamento para aperfeiçoamento de pitch de negócios e oportunidade de realizar pesquisas quantitativas ou focus group com público-alvo usando a infraestrutura do Grupo Boticário. Dessa forma, promove experiências e oportunidades inéditas com foco na aceleração e desenvolvimento do negócio dos empreendedores selecionados.

Além disso, de acordo com o potencial identificado pela equipe especializada do programa, as startups poderão testar suas soluções dentro dos principais canais do Grupo, como a plataforma de marketplace Beleza na Web, possibilitando o aperfeiçoamento de seus produtos e serviços a partir do suporte do Grupo Boticário na construção de estratégias de posicionamento e diferenciação dos produtos.

Paulo Braga, diretor de Corporate Ventures do Grupo Boticário, destaca que a empresa tem as startups como uma de suas parceiras estratégicas na construção de seu ecossistema de beleza, uma vez que permitem testar soluções inovadoras de forma ágil, além de indicarem potenciais tendências de mercado e negócio.

“Por outro lado, entendemos que nós oferecemos à essas startups aprendizados sobre o mercado de beleza e varejo, com nossa expertise de mais de 40 anos, além de acesso a capabilities, potencializando a experiência de cada empresa ao longo do programa. Esta iniciativa é um processo ganha-ganha em que o Grupo aposta em startups, promovendo seu desenvolvimento, acelerando para novos horizontes com a possibilidade de novos negócios, dentro e fora da companhia, sejam realizados”, enfatiza.

O empreendedorismo faz parte do passado, do presente e do futuro do Grupo Boticário e, por conta disso, programas como esse são tão importantes e incentivados em nosso ecossistema. Há 45 anos, a companhia inaugurou a primeira e maior rede de franquias do Brasil e com a evolução do seu ecossistema de parceiros promoveu a inovação de novos players e setores a partir de programas de inovação aberta e iniciativas que promovam a inclusão. O Grupo Boticário Startups é a área de interação e engajamento com empreendedores, para continuar inovando e reinventar a indústria da beleza por meio da tecnologia.

Desde 2021, 29 startups foram aceleradas pela companhia, engajando mais de 90 mentores internos na iniciativa e tendo mapeado mais de 20 oportunidades de parceria, com startups como De Benguela, Feel e Marvin.

Case de Sucesso

A Marvin, atual parceira do Grupo Boticário na área de Soluções Digitais do Varejo, foi acelerada em 2022 e hoje oferta seus serviços em 10 distribuidores do ecossistema do Grupo. A startup nasceu para simplificar o meio de pagamento entre empresas. A ferramenta desenvolvida possibilita aos varejistas a utilização do saldo das maquininhas de cartão de crédito para efetuar os pagamentos com os fornecedores, sem precisar recorrer a antecipação de recebíveis ou pagar por taxas para efetuar os pagamentos.

“Já participamos de alguns programas de aceleração, o do Grupo Boticário, com certeza, foi o que me deixou o sentimento mais forte de que estávamos saindo melhor do que entramos”, afirma o CEO da Marvin, Bernardo Vale.

“Temos muito a oferecer, a ganhar e a crescer em conjunto com as startups participantes do nosso Programa de Aceleração. A Marvin é um ótimo exemplo da importância da iniciativa para fomentar oportunidades, para testar e refinar o modelo de negócio dos empreendedores dentro do mercado de beleza e varejo, promovendo assim um ecossistema mais plural e colaborativo. Ajudando estas empresas e empreendedores a crescerem, contribuímos também para o fortalecimento e desenvolvimento do nosso ecossistema de beleza”, conclui Paulo Braga.

Seleção

O processo de seleção das startups focará em encontrar soluções que impulsionem os segmentos de Varejo e Beleza e Bem-estar e que tenham sinergia com o ecossistema do Grupo Boticário. Para o mercado de beleza e bem-estar, serão consideradas startups que ofereçam produtos, serviços ou tecnologias digitais para criar experiências e conexão com consumidores. A seleção considerará um diferencial as propostas inclusivas e diversas, que considerem diferentes estilos de vida.

Já no varejo, a busca é por startups de base tecnológica que possuam soluções que resolvam as dores do varejo físico e online, com produtos escaláveis comprovados, tais como soluções B2B para enterprise e small-medium business (SMB). Após o término do período de inscrição, as startups serão avaliadas pelo time interno e todas receberão feedback de aprovação ou não para as próximas etapas, que consistem em: entrevistas e pitch para Banca Avaliadora.

“A nossa proposta com o projeto é a de gerar aprendizados sobre novos mercados e modelos de negócio tanto para nós quanto para esses novos parceiros. O programa é uma oportunidade para essas empresas aprofundarem e desenvolverem ainda mais suas soluções e com isso poderem se tornar não só parceiros do Grupo, mas de companhias de diferentes setores”, pontua Braga.

A 4ª edição do Programa de Aceleração de Startups será realizada de forma remota, com alguns encontros presenciais pré-agendados, a fim de garantir conexão e possibilidades de sinergia entre as startups e o Grupo Boticário durante e depois do período de aceleração.

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 50 anos na área de jornalismo, sendo 48 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *