Zenvia lança Open Gateway, nova fronteira da segurança financeira

Zenvia lança Open Gateway, nova fronteira da segurança financeira

A Zenvia, que habilita as empresas a criarem experiências pessoais, envolventes e fluidas em toda a jornada do cliente, anuncia o lançamento do Open Gateway, solução de segurança financeira desenvolvida em parceria com operadoras de telefonia. O avanço promete redefinir a proteção contra fraudes, proporcionando uma experiência de usuário mais segura e fluida.

Com a crescente ameaça cibernética e consequentes fraudes financeiras, cenário onde o Brasil lidera em relação à América Latina, com um aumento alarmante de 32% em 2023, o Open Gateway surge como uma resposta estratégica. A solução utiliza dados das operadoras de telefonia para validar informações, minimizando fraudes. Segundo o Panorama de Ameaças de 2023, da Kaspersky, as tentativas de golpe no Brasil totalizaram 1,8 milhão, com as transações via Pix representando 70% dos ataques.

Open Gateway: a revolução da segurança financeira

O Open Gateway utiliza informações das operadoras para validar dados, eliminando a necessidade de confirmação direta com o usuário final. Ao assegurar proteção completa, com validação rápida e autenticação ágil e segura dos clientes, é possível reduzir atritos e obstáculos durante a validação de logins, além de manter conformidade rigorosa com altos padrões de segurança para proteger os usuários — o objetivo é minimizar fraudes e otimizar a experiência do cliente, resultando em jornadas de comunicação mais seguras.

Neste primeiro momento, a Zenvia oferecerá três níveis de proteção utilizando o Open Gateway, com o objetivo de diminuir a quantidade de etapas na jornada do cliente e aumentar a segurança com validações diretamente nas operadoras:

• Nível 1: verificação de identidade via rede móvel, permitindo dupla autenticação sem intervenção do usuário;
• Nível 2: validação de troca de chip, detectando se o chip foi recentemente alterado;
• Nível 3: conferência de localização, garantindo que as interações ocorram em regiões esperadas.

Possibilidades de uso no setor financeiro

Ao solicitar um empréstimo, por exemplo, o cliente acessa o chat do banco, no qual uma API verifica a correspondência do número de telefone, e o SIM SWAP verifica se não houve troca recente do chip. Essa verificação de dados “seamless” permite que estratégias de fraudadores que utilizam engenharia social para conseguir códigos de autenticação sejam reduzidas, por exemplo. Para o PIX com valores altos, o cliente poderá cadastrar localizações específicas para efetuar este tipo de transação, como sua casa ou trabalho. A API confirma a identidade com a operadora, o SIM SWAP previne fraudes, ao checar se o aparelho móvel teve uma troca de chip recentemente, e o device location verifica se a região onde está acontecendo a transação suspeita está dentro do raio cadastrado pelo usuário.

Aplicações no varejo

A confirmação de identidade em aplicativos de lojas também são possibilidades. O Open Gateway ajuda a prevenir fraudes ao validar números de telefone, verificar trocas de SIM cards e usar a geolocalização.
Essas soluções podem ser utilizadas em vários segmentos que necessitem de validação de identidade e proteção contra furtos de identidade, oferecendo diversos benefícios, como maior segurança, redução de fraudes, melhor experiência do cliente e processos mais ágeis para as empresas.
“Maior segurança, redução de fraudes, experiência do cliente otimizada e processos mais ágeis são alguns dos resultados que esperamos para a implementação do Open Gateway. A rápida evolução das ameaças digitais exige um investimento contínuo em soluções de segurança para mitigar riscos e proteger os ativos de empresas e pessoas”, afirma Cristiano Franco, diretor de Enterprise da Zenvia.

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 50 anos na área de jornalismo, sendo 48 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *