You are here
Home > Artigos > Black Friday: o 13º mês de vendas

Black Friday: o 13º mês de vendas

 

Rodrigo Schiavini
Rodrigo Schiavini

O mês de novembro tornou-se importantíssimo para quem atua no e-commerce. Isso porque o Black Friday pegou por aqui. Acompanhamos nos bastidores do setor e pela própria imprensa toda a euforia de varejistas virtuais e, também, de consumidores – afinal, todo mundo gosta de vender bastante e de comprar com um bom desconto. Contudo, a pergunta que todos fazem é: será que o comércio eletrônico brasileiro está, de fato, preparado para oferecer ao mercado um Black Friday de qualidade?

A resposta para essa pergunta é sim. Em primeiro lugar, há um grande otimismo na área. A expectativa é que o Black Friday 2014 fature 56% a mais do que no ano passado. Isso significa que há possibilidades de vendas. E esse otimismo todo não é de hoje. Nos anos anteriores, o evento movimentou R$ 424 milhões, o que não é pouco.

Apenas os números positivos não são suficientes para trazer um Black Friday lucrativo – e isso deve ser ressaltado. O varejista virtual que deseja aproveitar a ocasião deve se preparar. O primeiro ponto importante é a tecnologia. Na tal sexta-feira, as lojas virtuais recebem, em média, 10 vezes a mais do volume de visitas que costumam receber nos dias de maiores picos de acesso. Para aguentar, é preciso contar com uma plataforma de e-commerce robusta, que garanta a velocidade de carregamento das páginas, bem como toda a performance, monitoramento e suporte. Quem consegue manter a loja funcionando 100% escapa de um dado lamentável: pesquisas apontam que quase 60% dos consumidores enfrentaram problemas técnicos nos sites durante o Black Friday.

Além da tecnologia, as lojas virtuais devem estar com o estoque abastecido. Para tal, é importante que o varejista negocie de antemão compras e condições de pagamentos com seus fornecedores para que possa vender seus produtos com preços diferenciados. A logística também é outra questão fundamental. O empreendedor deve ter parceiras sólidas com transportadoras a fim de garantir as entregas no prazo prometido. A lógica aqui é clara. O consumidor quer receber sua compra no prazo combinado. Não interessa se ele comprou em um dia de promoção.

A equipe de marketing, por sua vez, também deve atuar de maneira bastante enfática, criando campanhas chamativas para gerar conversão.
O sucesso no Black Friday tem uma fórmula: integração de tecnologia robusta, planejamento estratégico de negócio, marketing e produto. Quem segue essa receita, obtém em um único dia seu 13º mês de vendas.

O artigo foi escrito por Rodrigo Schiavini,  diretor de negócios da FBITS eCommerce One Stop Shop, e especialista em soluções para comércio eletrônico.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top