You are here
Home > Artigos > Prepare-se para a Black Friday

Prepare-se para a Black Friday

Rodrigo Schiavini
Rodrigo Schiavini                                                                             

Imagine acordar sabendo que naquele dia seu e-commerce pode quadruplicar o volume de vendas? Esse dia, na verdade, não está apenas no plano imaginário – ele pode acontecer em uma sexta-feira muito especial para o varejo online, a Black Friday, que neste ano ocorrerá em 27 de novembro. Contudo, o dia mais importante do ano para o setor exige que o varejista esteja preparado para aguentar milhões de consumidores em busca das melhores promoções.

As últimas edições da Black Friday registram que as lojas virtuais brasileiras recebem, em média, 20 vezes a mais visitas nas 24 horas de promoções, o que, obviamente, eleva as vendas. Muitos varejistas, de todos os portes, fazem da data o seu 13º mês de vendas. Sim, é possível vender em apenas um dia o equivalente ao que se vende em um mês – e um mês bastante positivo.

Isso porque a “sexta-feira negra” já caiu nas graças do consumidor brasileiro. De acordo com dados da ClearSale, o evento movimentou R$ 871.986.167 na edição do ano passado, crescendo 48% em relação ao ano anterior. Para 2015, as expectativas são bastante positivas, mesmo com a economia em crise. Segundo levantamento da ClearSale, 96% das pessoas que aproveitaram os descontos da Black Friday pretendem comprar na data novamente neste ano.

O e-commerce brasileiro trabalha com a previsão de que as lojas virtuais recebam altos picos de acesso ao longo da Black Friday. Uma loja que recebe, em média, 200 visitas simultâneas pode chegar a receber 4000 acessos ao mesmo tempo. Não é difícil concluir, assim, que não basta existir no varejo online para lucrar na Black Friday. É preciso estar preparado para a data.

Como? Estruturando todas as etapas da operação de e-commerce. O primeiro (e mais importante) passo é contar com uma plataforma que garanta estabilidade diante do alto volume de acessos simultâneos. Isto é, ela deve apresentar ótima performance, com alta velocidade de carregamento das páginas – para que o cliente não fique esperando eternos 15 segundos até que a página apareça. Além disso, a ferramenta deve possuir facilidade no encontro de produtos, atratividade, navegabilidade simples e amigável e outros fatores que estimulem ainda mais a venda.

O varejista precisa também ter a certeza de que seu estoque será suficiente para o volume de pedidos estimado. Os produtos anunciados precisam estar disponíveis para compra quando o cliente acessar a loja; caso não esteja, a marca logo cai no esquecimento e o usuário parte para o concorrente sem dó. Outro fator importante está relacionado à entrega. O aumento das vendas não pode prejudicar o recebimento da compra, prolongando a data. Em todos os dias do ano, o varejo online precisa trabalhar para entregar os pedidos no menor tempo possível, imprimindo no mercado mais uma vantagem.

É possível fazer do Black Friday uma excelente oportunidade de vendas e de lucratividade, mas o sucesso de cada lojista depende de planejamento. E o preparo começa já, agora, neste instante. Quem não se prepara com antecedência para o Black Friday não consegue sentir todos os benefícios da data. Por isso, prepara-se para que o dia 27 de novembro seja black apenas no nome.

O artigo foi escrito por Rodrigo Schiavini é diretor da FBITS eCommerce One Stop Shop.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top