You are here
Home > Negócios > Pesquisa aponta futuro otimista para empresas familiares

Pesquisa aponta futuro otimista para empresas familiares

A Fundação Dom Cabral no Paraná, representada pela JValério Gestão & Desenvolvimento, realiza um encontro gratuito em Curitiba para anunciar os dados da 3ª Edição da Pesquisa “Retratos de Família”, feita em parceria com a KPMG. O levantamento ouviu mais de 200 famílias empresárias de todo Brasil a respeito dos principais desafios de gestão, expectativas e planos no contexto que envolve família e negócios. O panorama das práticas de governança será compartilhado e debatido por empresários no próximo dia 09 de maio, quinta-feira, na sede da JValério, e contará com a presença do especialista no assunto, Dalton Sardenberg, professor da FDC. O evento é gratuito, mas as vagas são limitadas e destinadas a membros de empresas familiares.

Além de conhecer o cenário das corporações familiares no Brasil, os participantes terão a chance de dar continuidade ao aprendizado em um curso específico para herdeiros, sucessores e gestores da empresa. No Paraná, a turma do Programa para o Desenvolvimento do Acionista e da Família Empresária – PDA terá início dia 23 de maio, em Maringá.

Empresas reconhecidas como Bauducco, Drogaria Pacheco, Dudalina, Lorenzetti e Lowçucar já fizeram o curso da Fundação Dom Cabral. Com duração de um ano, a turma terá encontros bimestrais e acesso a seis módulos que vão auxiliar na administração de conflitos comuns neste tipo de empresa e indicar caminhos para a gestão sadia, incluindo aspectos jurídicos, relacionamentos interpessoais e liderança. Porto Velho, capital de Rondônia, também tem turma prevista para 2019.

Negócios familiares em números

Entre os participantes da pesquisa “Retratos de Família 2018”, 65% são membros da família proprietária da empresa, sendo que 43% representam a segunda geração familiar envolvida no negócio. As estatísticas coletadas indicam que 40% das empresas têm idade entre 21 e 40 anos e 42% possuem de 100 a 499 funcionários.

Em relação às expectativas econômicas, 70% se declararam confiantes para o crescimento da empresa nos próximos três anos, mas 60% têm o cenário político e econômico como principal preocupação. A maioria das empresas familiares (85%) considera que harmonia e comunicação entre as gerações é muito importante para o sucesso da empresa e para 48% dos respondentes a próxima geração não está preparada para assumir os empreendimentos dos pais. Números mais detalhados serão apresentados durante o café da manhã do dia 09 pelo sócio-líder de Mercado Empreendedor da KPMG no Brasil, Sebastian Soares.

Avatar
Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top