You are here
Home > Meio Ambiente > Klabin e Rede Brasil do Pacto Global da ONU lançam movimento para avaliarem a adoção de metas de redução de emissões de gases baseadas na ciência

Klabin e Rede Brasil do Pacto Global da ONU lançam movimento para avaliarem a adoção de metas de redução de emissões de gases baseadas na ciência

A Klabin, maior produtora e exportadora de papéis para embalagens e embalagens de papel do Brasil, se uniu à Rede Brasil do Pacto Global da ONU e lança o ImPacto NetZero. O movimento, que surge a partir da urgência da mobilização coletiva para a mitigação das Mudanças Climáticas, convida as empresas a avaliarem a adoção de metas de redução de emissões de gases de efeito estufa, com base na ciência, e a sociedade a se engajar na causa em prol de um planeta mais sustentável.

O ImPacto NetZero surge em um momento importante. De acordo com dados da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (NOAA, sigla em inglês), os níveis de carbono na atmosfera alcançaram um novo recorde em maio deste ano: 419 partes por milhão. O movimento fomenta a adesão do setor privado à iniciativa Science Based Targets (SBTi), uma parceria entre o CDP, o Pacto Global das Nações Unidas, o World Resources Institute (WRI) e o WWF, que oferece suporte metodológico para que empresas de diferentes portes estabeleçam metas de redução de emissões de gases de efeito estufa alinhadas ao que a ciência recomenda para alcançar os objetivos do Acordo de Paris, limitando o aumento da temperatura global a muito abaixo dos 2°C e fazendo todo o possível para mantê-lo em 1,5°C.

“A Klabin teve as suas metas de redução de emissão de gases de efeito estufa aprovadas pela SBTi e está totalmente engajada em compartilhar essa experiência com outras empresas. Acreditamos que mostrar os benefícios da inserção da sustentabilidade como parte essencial das estratégias de negócios das empresas mobilize mais companhias pela causa e contribua para fazer a diferença no futuro sustentável que todos nós queremos para o planeta. O movimento ImPacto NetZero também tem essa função”, explica Cristiano Teixeira, diretor-geral da Klabin.

“A Rede Brasil do Pacto Global tem reforçado a necessidade de que as empresas estabeleçam compromissos baseados na ciência para chegar a zero emissões líquidas de carbono e colaborar com as metas do Acordo de Paris. Este é o único caminho para proteger o planeta dos efeitos catastróficos das mudanças climáticas, preservar a biodiversidade e garantir uma economia sustentável e financeiramente saudável. O movimento ImPacto NetZero desempenha a função fundamental de engajar mais empresas e pessoas nesta caminhada”, comenta Carlo Pereira, diretor-executivo da Rede Brasil do Pacto Global.

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe uma resposta

Top