You are here
Home > Negócios > Jasmine Alimentos anuncia plataforma de e-commerce própria

Jasmine Alimentos anuncia plataforma de e-commerce própria

Impulsionado pelas restrições ao funcionamento do comércio varejista e novas dinâmicas de consumo, o comércio eletrônico brasileiro passa por um processo de aceleração e crescimento vertiginoso há aproximadamente dois anos. A Associação Brasileira de E-commerce (ABComm) estimava um crescimento de 18% para o setor em 2020. Mas uma pesquisa da Neotrust, realizada no primeiro trimestre de 2021, revelou um aumento impressionante. Nos três primeiros meses de 2021, foram feitas 78,5 milhões de compras on-line, 57,4% a mais em comparação ao mesmo período do ano passado, e um faturamento de R$ 35,2 bilhões (72,2% maior do que em 2020).

Precursora do segmento de alimentação saudável e sempre atenta aos movimentos do mercado, a Jasmine Alimentos lançou na última segunda-feira (10)  uma plataforma de e-commerce própria.  A plataforma é a nova aposta da marca para levar seus produtos para todas as regiões do Brasil. Presente em mais de 20 mil pontos de venda por todo o país, a empresa investiu aproximadamente R$100 mil para conceber e elaborar seu próprio marketplace, após uma experiência de sucesso vendendo seus produtos pela Amazon.

“A nova operação visa o aumento da nossa cobertura, já que o cliente não dependerá de uma visita presencial em lojas e supermercados para encontrar os produtos Jasmine. Qualquer pessoa poderá acessar nosso e-commerce, encontrar todos os produtos do nosso portfólio e encomendar diretamente de casa”, destaca Rodolfo Tornesi Lourenço, CEO da empresa.

Por meio da estratégia de um marketplace B2C, a empresa busca fortalecer a presença e o alcance da marca em todo o território brasileiro. A nova plataforma de e-commerce terá abrangência nacional e entregará em todas as regiões do país, sem quaisquer restrições. “Nosso ponto de virada, o game changer, por assim dizer, foi a bem-sucedida parceria com a Amazon em 2020 para a venda dos nossos produtos. Em pouquíssimo tempo, alcançamos excelentes resultados com mais de 100 mil unidades comercializadas pelo canal. Entendemos que precisávamos ter a nossa plataforma própria com todo o portfólio disponível para o país”, complementa Rodolfo.

Alimentos por delivery e supermercado on-line são categorias que mais cresceram na websfera

Segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), os segmentos de comida por delivery e compras de supermercado online foram as categorias com maior crescimento no número de consumidores no comércio eletrônico. Ainda, uma pesquisa da Bain & Company aponta que 76% dos brasileiros passaram a fazer compras de supermercado online em 2021.

A nova operação virtual da Jasmine é essencial para atender aos clientes de maneira integrada e completa. “Precisamos ser omnichannel. Hoje, os canais on-line e offline se completam. O marketplace é a melhor forma de atendermos todas as necessidades dos nossos clientes e proporcionar a melhor experiência de consumo”, explica Rodolfo.

O projeto vem sendo estudado e elaborado há quatro meses e, neste primeiro momento de lançamento, as vendas estão concentradas apenas para o Brasil, mas, com expectativa de expansão para outros países ao longo dos próximos meses. O serviço do marketplace oferecerá uma logística integrada a partir de um centro de distribuição localizado em Itapevi (SP). “Temos equipes especialmente treinadas e dedicadas exclusivamente à seleção dos produtos, empacotamento e envio, o que torna o processo rápido, seguro e eficiente”, finaliza Rodolfo.

Para conhecer o e-commerce da Jasmine, clique aqui (www.loja.jasminealimentos.com).

Mirian Gasparin
Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 44 anos na área de jornalismo, sendo 42 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 11 anos de blog, mais de 20 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 18 prêmios, com destaque para Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.
https://www.miriangasparin.com.br

Deixe um comentário

Top