Sistema inovador permite pagar ônibus com o celular

Sistema inovador permite pagar ônibus com o celular

Solução criada pela Pazze atende 45 mil passageiros no Paraná

O celular já é a carteira, o banco e o guia de compras de boa parte dos brasileiros, e agora também pode ser o meio de pagamento da passagem de transporte coletivo. A tecnologia que promete revolucionar a bilhetagem eletrônica no Brasil é desenvolvida pela Pazze. Fundada em 2019 e sediada no Paraná, a empresa já investiu R$ 10 milhões na criação de um sistema que é a única solução no mundo de pagamentos off line via smartphone de passagem de ônibus.

“A Pazze é mais do que apenas um sistema de bilhetagem eletrônica. É uma solução completa que melhora a relação entre o transporte coletivo e os passageiros”, afirma Luiz Gruber, diretor da Pazze.

Segundo ele, além de entregar praticidade aos passageiros, o sistema reduz custos e simplifica a gestão das operadoras de transporte público. “Já economizamos mais de R$ 1 milhão para as empresas do segmento, o que impacta diretamente na tarifa de transporte, auxiliando na redução do valor pago pelo passageiro”, afirma Luiz Gruber.

Em reconhecimento à inovação e ao impacto positivo da Pazze no setor de transporte público, a empresa foi indicada em 2023 ao prêmio World Ticketing Transport (WTT), na categoria Tecnologia de Pagamento do Ano.

Benefícios

A Pazze surgiu para ajudar as empresas a cuidarem dos seus passageiros. Um dos principais benefícios para os usuários de transporte coletivo é a descomplicação do pagamento da passagem, já que o aplicativo Pazze permite a compra de créditos via diversos meios de pagamento, incluindo cartão de crédito, boleto bancário e Pix. O sistema também disponibiliza consulta de saldo, histórico de viagens, rotas, linhas e informações em tempo real, de forma prática e segura.

Outro diferencial é que o usuário destrava a catraca via celular, sem a necessidade de internet, o que elimina a necessidade de ter um cartão de transporte físico.

Para as empresas de transporte público, a infraestrutura em nuvem da Pazze garante alta disponibilidade, segurança e escalabilidade, atendendo às necessidades de operadores de todos os portes.

A facilidade na transição de sistema é outro grande diferencial da Pazze. Nos sistemas tradicionais, é necessário trocar todos os cartões de transporte do município, o que traz transtornos para os usuários e alto custo na operação.

Para mitigar as dificuldades na transição de sistemas, a Pazze desenvolveu uma tecnologia inovadora que possibilita o uso do mesmo cartão transporte. “É como mudar de banco e não precisar trocar o cartão de débito”, compara Luiz Gruber, que complementa: “com a Pazze, toda transação ocorre de maneira automática, o que elimina fraudes e agiliza o processo de arrecadação das operadoras; isso traz transparência ao processo e auxilia no dimensionamento da tarifa”.

Pazze em crescimento

O sistema Pazze está em operação em cinco municípios do Paraná (Itapoá, Guaratuba, Pontal, Toledo e Lapa), somando 45 mil pessoas que utilizam a tecnologia diariamente para seus deslocamentos diários.

“Nosso objetivo é alcançar 500 mil usuários e 1.000 ônibus nos próximos 12 meses, a partir de novos contratos fechados no Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais”, planeja o diretor da Pazze.

Para esse crescimento, a empresa investirá R$ 5 milhões nos próximos seis meses. O recurso será usado para escalar o desenvolvimento tecnológico, para contratar novos profissionais de tecnologia da informação e para produzir uma nova versão do hardware embarcado nas catracas dos ônibus.

Mirian Gasparin

Mirian Gasparin, natural de Curitiba, é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Finanças Corporativas pela Universidade Federal do Paraná. Profissional com experiência de 50 anos na área de jornalismo, sendo 48 somente na área econômica, com trabalhos pela Rádio Cultura de Curitiba, Jornal Indústria & Comércio e Jornal Gazeta do Povo. Também foi assessora de imprensa das Secretarias de Estado da Fazenda, da Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico e da Comunicação Social. Desde abril de 2006 é colunista de Negócios da Rádio BandNews Curitiba e escreveu para a revista Soluções do Sebrae/PR. Também é professora titular nos cursos de Jornalismo e Ciências Contábeis da Universidade Tuiuti do Paraná. Ministra cursos para empresários e executivos de empresas paranaenses, de São Paulo e Rio de Janeiro sobre Comunicação e Língua Portuguesa e faz palestras sobre Investimentos. Em julho de 2007 veio um novo desafio profissional, com o blog de Economia no Portal Jornale. Em abril de 2013 passou a ter um blog de Economia no portal Jornal e Notícias. E a partir de maio de 2014, quando completou 40 anos de jornalismo, lançou seu blog independente. Nestes 16 anos de blog, mais de 35 mil matérias foram postadas. Ao longo de sua carreira recebeu 20 prêmios, com destaque para o VII Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º e 3º lugar na categoria webjornalismo em 2023); Prêmio Fecomércio de Jornalismo (1º lugar Internet em 2017 e 2016);Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo (1º lugar Internet – 2014 e 3º lugar Internet – 2015); Melhor Jornalista de Economia do Paraná concedido pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (agosto de 2010); Prêmio Associação Comercial do Paraná de Jornalismo de Economia (outubro de 2010), Destaque do Jornalismo Econômico do Paraná -Shopping Novo Batel (março de 2011). Em dezembro de 2009 ganhou o prêmio Destaque em Radiodifusão nos Melhores do Ano do jornal Diário Popular. Demais prêmios: Prêmio Ceag de Jornalismo, Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Paraná, atual Sebrae (1987), Prêmio Cidade de Curitiba na categoria Jornalismo Econômico da Câmara Municipal de Curitiba (1990), Prêmio Qualidade Paraná, da International, Exporters Services (1991), Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril (1992), Prêmio destaque de Jornalismo Econômico, Fiat Allis (1993), Prêmio Mercosul e o Paraná, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (1995), As mulheres pioneiras no jornalismo do Paraná, Conselho Estadual da Mulher do Paraná (1996), Mulher de Destaque, Câmara Municipal de Curitiba (1999), Reconhecimento profissional, Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (2005), Reconhecimento profissional, Rotary Club de Curitiba Gralha Azul (2005). Faz parte da publicação “Jornalistas Brasileiros – Quem é quem no Jornalismo de Economia”, livro organizado por Eduardo Ribeiro e Engel Paschoal que traz os maiores nomes do Jornalismo Econômico brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *